Análise de prova: IBGE temporário Banca FGV

Olá pessoal vou comentar a prova de bibliotecário temporário do IBGE que aconteceu no último dia 2/7. A organizadora foi a FGV – mesma banca do último concurso – o que ajuda bastante a já prever o que pode cair na prova. Baixe a prova AQUI e o gabarito AQUI. Recomendo que você faça a prova e depois confira suas dúvidas através da análise aqui do blog. 

11. Nas propriedades da informação científica, são os conceitos que compõem o significado de palavras e generalizam as características dos objetos e fenômenos. Essa afirmação referente à informação científica diz respeito à sua natureza:
(A) aditiva;
(B) associativa;
(C) semântica;
(D) comutativa;
(E) contínua.

Análise:  A referência dessa questão é um artigo intitulado : “Estrutura e principais propriedades da informação científica” Autor Mikhailov e outros. Nesse link AQUI você pode ler o artigo. 

“A informação científica é semântica. Isto significa que é conceitual, pois são os conceitos que compõem o significado de palavras e generalizam as características dos objetos e fenômenos A palavra “semântica” caracteriza a informação científica do ponto de vista de seu conteúdo, mas não da forma ou do . revestimento material (plano da expressão).” 

Nível médio de dificuldade.

Gabarito: C

12. O código representativo do nome ou palavra, utilizado como cabeçalho do ponto de acesso principal, que compõe os dados de localização de um item específico em determinado acervo é designado como:
(A) notação de autor;
(B) número de chamada;
(C) código da biblioteca;
(D) número de classificação;
(E) notação de assunto.

Análise:  Só a primeira frase da questão já dá pra pensar no Cutter/PHA – Tabela de notação de autor. Na opção B – Número de chamada – Seria todo o conjunto de Número de classificação do livro + notação de autor Cutter ou PHA. 

Nível Fácil a questão.

Gabarito: A

13.De acordo com a NBR 10520 da ABNT, uma citação que ocorre no interior de uma citação direta, no texto, de até três linhas, deve ser indicada:
(A) entre aspas simples;
(B) entre colchetes;
(C) em itálico ou negrito;
(D) entre aspas duplas;
(E) sem qualquer destaque.

Análise: Quem estudou pela apostila Santa Biblioteconomia com foco nessa prova, sabia que a FGV AMA pedir regras da ABNT, então espero que tenham ido bem nessa parte.  

ABNT se estuda lendo de cabo a rabo e fazendo questões.

Nível fácil.

Gabarito: A

14.O ISSN, em consonância com a NBR 10525 da ABNT, deve ser impresso em cada fascículo de uma publicação seriada, em posição destacada, no canto superior direito da capa, na área do número normalizado e das modalidades de aquisição da ficha catalográfica e logo acima da legenda bibliográfica da folha de rosto, quando se tratar da impressão do código ISSN em publicação seriada:
(A) em CD-ROM;
(B) em disquete;
(C) na Internet;
(D) impressa;
(E) em DVD.

Análise:   Nível Fácil.

Gabarito: D

15. As regras gerais para apresentação de trabalhos acadêmicos, da NBR 14724 da ABNT, estabelecem como elementos sem título e, ao mesmo tempo, sem indicativo numérico de seção:
(A) o sumário, o(s) apêndice(s) e o(s) anexo(s);
(B) os agradecimentos e a lista de abreviaturas e siglas;
(C) a folha de aprovação, a dedicatória e a(s) epígrafe(s);
(D) a lista de símbolos, os resumos e o(s) índice(s);
(E) a lista de ilustrações, o glossário e as referências.

Análise:  

Considero essa uma questão de nível médio pois não é tão comum de ser cobrada.

Gabarito: C

16. Segundo a NBR 6021 da ABNT, no que concerne à publicação periódica científica impressa, constitui uma característica do volume da publicação:
(A) a indicação dos números dos volumes em algarismos romanos, de modo contínuo, correspondendo a cada ano civil;
(B) a numeração sequencial das páginas em algarismos arábicos, do primeiro ao último fascículo de cada volume;
(C) a ocorrência da legenda bibliográfica, com as indicações das páginas iniciais e finais do fascículo, no alto de todas as páginas;
(D) a abreviação do título na legenda bibliográfica, que deve ser padronizado, conforme norma específica da ABNT;
(E) a periodicidade dos fascículos, determinada por sua regularidade e pelo intervalo de tempo de sua publicação
sucessiva.

Análise:  

Questão fácil. 

Gabarito: B

17. Segundo o sistema para a apresentação dos elementos que constituem o artigo em publicação periódica científica impressa, estabelecido pela NBR 6022 da ABNT:
(A) a numeração das notas explicativas é consecutiva e em algarismos arábicos, devendo ser reiniciada a cada página;
(B) o apêndice é um elemento opcional que se torna obrigatório quando é citado no corpo do texto do artigo;
(C) o glossário, no artigo científico, pode constituir-se como elemento obrigatório, se ocorrerem termos técnicos de difícil entendimento;
(D) o resumo em língua estrangeira é precedido pelo título e subtítulo (se houver) do artigo, indicado na mesma língua
desse resumo;
(E) o resumo na língua do texto é obrigatório e, em publicações periódicas científicas, deve ter entre 250 e 500 palavras.

Análise:  

Questão fácil.

Gabarito: D

18. Segundo a NBR 6023 da ABNT, quando aparecerem no rodapé da página, as referências devem ser:
(A) justificadas à esquerda, de modo que, a partir da segunda linha, fiquem alinhadas abaixo do expoente;
(B) identificadas por um expoente, alinhadas imediatamente abaixo dele e separadas entre si por espaço duplo;
(C) justificadas à esquerda e à direita do texto, incluindo o respectivo expoente no verbete e sem destacá-lo;
(D) apresentadas conforme a ordem cronológica dos expoentes, em fonte e margens menores que a do texto;
(E) alinhadas, a partir da segunda linha, abaixo da primeira letra da mesma referência, destacando o expoente.

Análise:  Questão média pois não é super cobrado essa parte e essa norma é enorme de estudar , porém a mais importante, fica a dica! 

Gabarito: E

19. A NBR 6027 da ABNT especifica que o sumário, em publicações periódicas:
(A) é o último elemento pré-textual, no primeiro e no último fascículo;
(B) pode estar localizado no anverso e no verso da folha de rosto;
(C) enumera palavras do texto, indicando as páginas em que ocorrem;
(D) deve apresentar os indicativos das seções alinhados à direita;
(E) inclui os elementos pré-textuais, se estiver localizado na capa.

Análise:  

Nível fácil porém tinha uma pegadinha aí na resposta por não usar o “se necessário” pode confundir.

Gabarito: B

20. A NBR 6028 da ABNT estabelece que o resumo indicativo, por suas características, deve:
(A) apresentar, de modo conciso e afirmativo, dados qualitativos e quantitativos do texto;
(B) ser precedido da referência, mesmo quando inserido no próprio documento;
(C) enumerar, em tópicos sequenciais, o objetivo, o método e as conclusões do documento;
(D) resenhar o texto, mediante análise crítica que discuta as partes mais relevantes;
(E) ressaltar apenas os pontos principais do documento, sem detalhar o conteúdo.

Análise: 


Nível fácil e bem batido nas provas.

Gabarito: E

21. Na estrutura de um livro ou folheto, de acordo com a NBR 6029 da ABNT, o elemento pós-textual obrigatório, que indica as especificações gráficas da publicação e é localizado, preferencialmente, na última folha do miolo, é:
(A) o colofão;
(B) o encarte;
(C) o posfácio;
(D) a separata;
(E) a errata.

Análise:  

 

Nível fácil. 

Gabarito: A

22.O elemento, de um ISBN de 13 dígitos, que apresenta 3 dígitos e é especificado pela Agência Internacional do ISBN, em conformidade com o sistema global de numeração de produtos EAN.UCC. é o:
(A) dígito de verificação;
(B) grupo de registro;
(C) prefixo;
(D) elemento de publicação;
(E) registrante.

Análise:

 

Mais um exemplo da importância de olhar todos os pontos da norma.

Gabarito: C

23
Dentre os fatores que influem na qualidade da indexação, o tipo de indexação; as regras e instruções; a produtividade exigida e a exaustividade da indexação são fatores ligados ao:
(A) ambiente;
(B) documento;
(C) indexador;
(D) processo;
(E) vocabulário.

Análise:  

Conhecimento básico sobre indexação que está no livro do Lancaster, leitura obrigatória para qualquer concurso. Questão fácil. 

Gabarito: D

24
Os termos num resumo telegráfico são relacionados sintaticamente por meio de:
(A) controle de sinônimos;
(B) elos;
(C) indicadores de função;
(D) ponderação;
(E) subcabeçalhos.

Análise:  Essa questão é difícil, primeiro por que você precisava saber o que é um resumo teleférico – que é resumidamente uma cadeia de termos desprovida de sintaxe –  e também saber o que são os indicadores de função : São códigos que tornam
explícitas as relações entre os termos, eliminando a ambiguidade e a relação incorreta entre termos. Ambos os conceitos também estão no livro do Lancaster.

Gabarito: C

25
De acordo com a 2ª edição padrão internacional em língua portuguesa da CDU, para a representação de “Domicílios formados por unidades familiares no Brasil”, considerando 314.117.31 para tipos de domicílios; 316.812 para unidades familiares e (81) para Brasil, a notação adequada é:
(A) 314.117.31[316.812](81);
(B) 314.117.31:316.812(81);
(C) 314.117.31’316.812’(81);
(D) 314.117.31+316.812+(81);
(E) 314.117.31-316.812(81).

Análise:  Primeiro passo para acertar esse tipo de questão é saber quando se usa cada sinal da CDU. Por exemplo na letra C esse sinal “” representa tempo, já sabemos que está errado pois não tem relação com o pedido no enunciado. A letra E também pode ser cortada de cara por estar esse traço que é usado em casos muito específicos. A Letra B é o gabarito pois mostra o sinal de relação simples entre os termos. Questão difícil. 

Gabarito: B

26. Na organização de conceitos, quando um mesmo símbolo é identificado com dois ou mais conjuntos de características distintas se configura polissemia. Para resolver esse problema, o bibliotecário deve distinguir os símbolos por meio de:
(A) qualificadores;
(B) identificadores;
(C) notas explicativas;
(D) facetas;
(E) notações.

Análise:  Essa questão é difícil, mas para quem já estudou um pouco sobre tesauros sabe que o único termo das opções que faz parte do vocabulário de tesauros é o gabarito letra A. Todas as outras opções são de outras matérias da biblioteconomia. Os qualificadores especificam a utilização em um determinado contexto.  Dica para estudar Tesauros online AQUI.

Gabarito: A

27. De acordo com o Código de Catalogação Anglo-americano em vigor, faz-se o ponto de acesso principal pelo título com ponto de acesso secundário para o primeiro autor citado, quando:
(A) o primeiro autor é destacado, não importando o número de autores arrolados;
(B) os dados da fonte principal de informação são insuficientes para destacar um autor;
(C) a obra é conhecida pelo título e não há nome de autor destacado na fonte de informação;
(D) o título está mais destacado que os nomes das pessoas arroladas como autores;
(E) a responsabilidade de uma obra é compartilhada por mais de três pessoas.

Análise: É a famosa regra de 3. Questão fácil. 

Gabarito: E

28. Os resumos de vídeo podem ter o formato de imagens estáticas ou em movimento. Um exemplo de resumo de imagem em movimento é:
(A) slide shows;
(B) trailers;
(C) filmstrips;
(D) keyframes;
(E) storyboards.

Análise:  Nível médio pois por ter palavras tão “diferentes” nas opções acredito que muita gente se enrolou em pensar no básico. A maior dica pra concursos é que normalmente o simples é o correto. 

Gabarito: B

29. Numa biblioteca, o catálogo interno ou auxiliar que tem como função precípua arrolar os cabeçalhos autorizados para nomes de pessoas e de entidades coletivas, que ocorrem nas catalogações, é denominado:
(A) catálogo decisório;
(B) catálogo oficial;
(C) catálogo de identidade;
(D) catálogo de registro;
(E) catálogo dicionário.

Análise:  Questão fácil para quem sabia que catálogo de identidade também é conhecido como catálogo de autoridade.

Gabarito: C

30. Dentre as funções administrativas clássicas, afetas ao bibliotecário, aquela que envolve a verificação do alcance das metas e objetivos planejados e a adoção de ações corretivas para eventuais desvios é:
(A) o planejamento;
(B) a organização;
(C) a direção;
(D) a decisão;
(E) o controle.

Análise: Questão média, o que matou a charada foi a última frase “ações corretivas para eventuais desvios” todas as outras opções são para o antes apenas o controle se preocupa com o durante.

Gabarito: E

31. Quando o serviço de disseminação seletiva da informação for desenvolvido no contexto organizacional, é importante que as
restrições de acesso e divulgação das informações estejam representadas na política do serviço e em conformidade com os
padrões adotados de:
(A) tecnologia da informação;
(B) estratégia de busca;
(C) mediação da informação;
(D) perfil do usuário;
(E) segurança da informação.

Análise: Questão média. Observe o uso da expressão “restrições de acesso” que se liga facilmente ao gabarito segurança da informação.

Gabarito: E

32. Para a elaboração de uma política de desenvolvimento de coleções, os níveis de coleções propostos pela American Library Association constituem recursos estratégicos de estrutura, como o que se refere aos materiais relacionados com descobertas recentes, experimentos, relatos e comunicações, definido como nível:
(A) de pesquisa;
(B) de completeza;
(C) de estudo;
(D) básico;
(E) mínimo.

Análise:  Questão difícil mas que pode ser acertada com bom senso. Foi citado pela Weitzel no artigo “Desenvolvimento de coleções: Origens dos fundamentos contemporâneos”.

Gabarito: A

 

33. A característica de um serviço de disseminação seletiva de informações na qual os recursos humanos disponíveis e a quantidade de usuários do serviço são determinantes para definir se a informação disseminada será comentada refere-se à:
(A) seleção da informação;
(B) natureza do conteúdo;
(C) análise da informação;
(D) operacionalização do serviço;
(E) coleta de informações.

Análise: Questão mediana, você precisa saber que DSI – é a disseminação específica de um conteúdo específico a uma pessoa específica. O usuário só recebe notificações sobre assuntos de seu interesse, tudo isso através da análise da informação. 

Gabarito: C

34. Facilitar a captura e a integração de registros MARC nos processos de coleta de metadados (Metadata Harvesting), característicos dos projetos Open Archives Initiative (OAI) e similares, é um dos objetivos do:
(A) MARCXML;
(B) TEI P5;
(C) MODS;
(D) MADS;
(E) RDA.

Análise:  Fácil simplesmente pq quem estuda MARC já deve ter passado no mínimo o olho nessa sigla e as outras são bem mais desconhecidas. RDA é catalogação 😉

Gabarito: A

35. O campo 300 do MARC 21 trata da descrição física do item, consistindo de seus dados sobre:
(A) publicação, impressão, distribuição, tiragem ou produção de uma obra;
(B) formas variantes do título, associadas ao item, constando ou não do mesmo;
(C) título completo e indicação de responsabilidade do registro bibliográfico;
(D) extensão, dimensões, outros detalhes físicos e informações sobre material complementar;
(E) conteúdo básico e expandido sobre a obra e partes dela, considerados relevantes.

Análise: Dica para estudar MARC online é nesse site AQUI que tem as descrições de todas as numerações. 

Gabarito: D

36. Para a construção de bibliotecas digitais, o bibliotecário pode escolher entre os softwares:
(A) MultiTes, TCS ou TheXML;
(B) End Note, MORE ou Zotero;
(C) Dokmee, Powerdoc ou Verbis;
(D) Aleph, OrtoDocs ou Pergamum;
(E) Dspace, Emilda ou Greenstone.

Análise:  Nível médio de dificuldade, é necessário que você tenha uma listinha sobre os softwares e toda essa parte cheia de nomes que se parecem. 

Gabarito: E

37. O sistema de catalogação cooperativa em atividade em diversos países que se constituiu num esforço de cooperação internacional com o objetivo de ampliar o acesso a coleções de bibliotecas, fornecendo uma catalogação útil, oportuna e com custo-benefício que atendesse aos padrões mutuamente aceitos de bibliotecas de todo o mundo é:
(A) BIBCO;
(B) PCC;
(C) NACO;
(D) SACO;
(E) CONSER

Análise: Nesse artigo AQUI, você pode conhecer mais sobre os sistemas de catalogação.  Nível médio pois é pouco falado. 

Gabarito: B

38. Uma bibliografia compilada para subsidiar um trabalho de estatística, arrolando exclusivamente artigos recém-publicados
em periódicos brasileiros, de autores brasileiros indicados pelos pesquisadores que solicitaram essa tarefa ao bibliotecário, é classificada, a partir da consolidação desses critérios, como:
(A) oficial, autorizada, analítica e brasileira;
(B) sinalética, primária, anotada e selecionada;
(C) erudita, retrospectiva, sistemática e crítica;
(D) especializada, corrente, seletiva e nacional;
(E) especial, exaustiva, descritiva e regional.

Análise:  Tipos de bibliografia:

• Corrente: contêm referências bibliográficas com data de publicação dos últimos dois anos e/ou do ano corrente.
• Retrospectiva: contêm referências bibliográficas anteriores aos últimos dois anos.
• Seletiva: seleciona as obras incluídas por algum critério, geralmente o de qualidade.
• Exaustiva: procura incluir todas as obras pertinentes ao alcance pretendido.
• Sinalética: lista simplesmente as referências bibliográficas, sem nenhum comentário.
• Anotada: apresenta algum comentário a respeito das obras referenciadas, para alguns ou para todos os verbetes.
• Analítica: apresenta um resumo que relaciona o conteúdo da obra referenciada sem comentar a respeito da qualidade da mesma
• Crítica: apresenta um comentário que critica e julga o valor de cada obra referenciada
• Descritiva: apresenta um descrição, da edição do livro quanto à encadernação, composição tipográfica, tipo de papel usado, ilustração, etc.
• Especializada: dedica-se cobrir uma área de conhecimento, uma assunto, um autor, etc. Geralmente são mais profundas do que as bibliografia gerais.
• Nacional: pretende listar a produção intelectual nacional. O grau de alcance varia de país para país.

SILBERGE, Kathryn Kemp. Obras de referência: subsídios para uma a valiação criteriosa. Florianópolis: UFSC, 1990.

Gabarito: D

39. No planejamento de espaço físico em bibliotecas, os princípios e indicadores que relevam que o espaço deve respeitar as diversas necessidades decorrentes de seus usos e funções, oferecendo diferentes soluções de acomodação para consulta ao acervo, de acordo com as necessidades e preferências dos usuários, definem o espaço:
(A) econômico;
(B) diversificado;
(C) confortável;
(D) flexível;
(E) acessível.

Análise: Questão retirada do livro de Planejamento da Almeida, média/difícil pq cada uma das opções é realmente falada no livro, porém cada uma tem um significado diferente. O enunciado foi copiado e colado do livro mesmo.

Gabarito: B

40. A partir das respostas às questões para a elaboração de um diagnóstico sobre as necessidades de informação, inicia-se o planejamento do sistema de informação de marketing. Dentre seus componentes, o sistema de inteligência de marketing é o conjunto de:
(A) relatórios sobre pedidos, atendimentos, produtos/serviços, preços e controles internos;
(B) dados, sistemas, ferramentas e técnicas de apoio pelos quais uma organização reúne e interpreta informações relevantes
da empresa e do ambiente, transformando-as em base para a ação de marketing;
(C) procedimentos e fontes usados por gestores para obter informações atualizadas sobre os desenvolvimentos ocorridos no ambiente de marketing;
(D) informações resultantes da pesquisa de mercado (planejamento, coleta, análise e apresentação sistemática de dados e descobertas relevantes sobre uma situação específica de marketing);
(E) métodos, atividades, tarefas, ações e medidas por meio dos quais as metas e os objetivos podem ser alcançados.

Análise:   Questão mediana pois as opções eram bem parecidas. 

Sistema de Apoio à Decisão de Marketing: Sistema de apoio à decisão de marketing é um conjunto coordenado de dados, sistemas, ferramentas e técnicas com software e hardware de apoio pelos quais uma organização reúne e interpreta informações relevantes da empresa e do ambiente, transformando-as em base para a ação de marketing.

Fonte do conceito AQUI.

Gabarito: C

O que eu achei da prova? 

Analisando a quantidade de questões pela classificação que fiz ficou: 

  • Fácil – 14 questões/ 48,2% da prova

  • Médio – 11 questões / 37,9% da prova.

  • Difícil- 4 questões/ 13,7% da prova. 

Ou seja, a maioria das questões era fácil ou média. Isso é ÓBVIO, para quem estava estudando e dentro do critério que eu mesma defini, estudando pelos livros clássicos, fazendo questões etc. Gosto de provas que pedem conhecimentos mesclados e não tão decorados. O que você achou da prova? Me conta!

Ah só tem 1 vaga no edital…

Você já teve esse pensamento ao se deparar com um edital? Poxa só tem uma vaga….

Experimente pensar diferente: – Que bom, tem 1 vaga, ela é minha. 

Percebeu a diferença?

Não importa se o edital tem 80, 10, 1 vaga… você só precisa de 1 vaga, alguém vai passar e conquistar essa 1 vaga, qual o motivo de você achar que não pode ser você essa pessoa?

Percebo nos meus alunos e amigos que o grande inimigo é a própria pessoa e seus pensamentos limitantes. Precisamos acreditar, estudar, lutar e tentar! Se for pra entrar desanimado para fazer q prova por que é apenas 1 vaga é melhor nem ir. Pode ter certeza que o cara que vai passar em primeiro, estava animado, confiante!

O recado rápido e reto é esse, para de chorar que é só 1 vaga e vai estudar para essa vaga ser sua um dia!

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

 

Edital Aberto: Exército Brasileiro

1 vaga de bibliotecário com salário inicial de R$9.500

Taxa de inscrição: R$ 120,00

O CA para matrícula no CFO/QC compõe-se das seguintes etapas:
I – exame intelectual (EI): de caráter eliminatório e classificatório, para todos os candidatos inscritos;
II – inspeção de saúde (IS): de caráter eliminatório, para os candidatos aprovados (classificados/majorados);
III – exame de aptidão física (EAF): de caráter eliminatório, para os candidatos aprovados (classificados/majorados);
IV – verificação documental preliminar: de caráter não eliminatório e não classificatório, para os candidatos aprovados (classificados/majorados); e
V – revisão médica e comprovação dos requisitos para a matrícula: de caráter eliminatório, para os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas.

Prova 17/09

1ª parte prova de Conhecimentos Gerais – 
Língua Portuguesa, 8 (oito) itens de História do Brasil, 8 (oito) itens de Geografia do Brasil e 7 (sete) itens de idioma estrangeiro, Língua Inglesa ou espanhola, de acordo com a opção informada pelo candidato. 

II – 2ª parte – prova de Conhecimentos Específicos – 40 questões de biblioteconomia.

Edital completo AQUI 

Segundo meus contatos essa vaga é para a URCA/RJ.

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Usando a tecnologia ao seu favor nos estudos.


A internet está cheia de páginas e sites que podem te ajudar a estudar mais e melhor. As próprias redes sociais estão aí cheias de grupos que compartilham informação, materiais e incentivo. No instagram está na moda os perfils de concurseiros que postam a sua rotina e usam a rede como forma de se manter motivados.

Algumas dicas práticas:

Ambiente
Primeiro, escolha um ambiente calmo para estudar,  buscando horários com pouca agitação na sua casa.

Distrações
Existem duas distrações: você e a internet. Estudar pela internet com as redes sociais e Messenger não dá. Com certeza você pode pensar que pode parar um pouquinho para fazer outras atividades durante os estudos. Mas não se engane, se cair nessa você irá se entreter com os seus amigos no Messenger ou nas redes sociais. Previna-se deste tipo de distração: desligue o Messenger e qualquer outra ferramenta de comunicação online, feche seu e-mail e os sites que não esteja relacionado à matéria.

Separe o material
Separe os materiais necessários para estudar: caneta, lápis, borracha, caderno e livros. Selecione também os sites que pretende obter informações. Além disso, leve uma garrafa de água e qualquer alimento para não precisar buscá-los depois.

Escolha o horário
Procure saber em qual horário é mais produtivo e o escolha para estudar. Estude todos os dias neste horário, desta forma você irá manter uma  rotina e terá mais chances de se manter fiel a ela.

Bônus: Criei essa pasta com livros que estão em PDF na internet, podem acessar e baixar tudo AQUI. E se você tiver materiais que queira compartilhar pode me mandar por e-mail (santabiblioteconomia@gmail.com)  que eu irei colocar nessa pasta de material livre, a biblioteconomia agradece. Juntos vamos mais longe (:

Atenção! Domingo agora dia 02/07  meio dia, farei um webinar sobre concursos públicos abertos e futuros. Em breve mais informações!

Lembrete: Dia 19/7 começa a nova turma do curso online para concursos, com vídeos e material em pdf que você pode estudar onde quiser! Conheça e se inscreva AQUI

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Edital Aberto: Universidade de Rio Verde/Goiás – UniRV

1 vaga de bibliotecário na Universidade de Rio Verde/Goiás e 2 para cadastro de reserva.

Organizadora: UniRV
Inscrições: de 01/07 a 10/07/2017
Remuneração: R$ 3.000,00
Taxa de inscrição: R$ 150,00
Data prevista para a prova: 30/07/2017
Site: http://www.unirv.edu.br/

Vejo o edital AQUI

 

 

Lembrete: Dia 19/7 começa a nova turma do curso online para concursos, com vídeos e material em pdf que você pode estudar onde quiser! Conheça e se inscreva AQUI

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Preparatório para concursos ONLINE – 4° turma!

Olá pessoal,

o Preparatório Santa Biblioteconomia está com inscrições abertas para a 4° turma do Preparatório Online para concursos! Isso graças a parceria com o Class Cursos, uma empresa que admiro e acompanho o trabalho! Eles desenvolvem diversos cursos profissionais de qualidade, de forma acessível para todos. Acredito que essa parceria é excelente para todos os concurseiros que acompanham o blog e por logística nunca tiveram a oportunidade de fazer um dos meus cursos presenciais.

O Preparatório tem a qualidade Santa biblioteconomia que os alunos já conhecem e o Class Cursos fica encarregado em oferecer o ambiente/ plataforma ideal para que qualquer pessoa possa estudar onde e quando quiser, pelo computador, tablet ou celular.

O curso tem vídeos em cada aula, material em PDF, simulados, além de fórum para discussão e dúvidas. Você poderá escolher estudar pela ordem que lhe for conveniente, ao iniciar o cursos todos os módulos estarão disponíveis e durante o período de 3 meses você estuda a hora que quiser.

Minha ideia foi organizar um curso completo, com o básico para quem não tem muita noção sobre o que estudar, mas com um olhar refinado sobre as peculiaridades da biblioteconomia para concursos. Mesmo que você já tenha uma bagagem de estudos tenho certeza que o Preparatório irá te ajudar, afinal nada como um conteúdo sintetizado e bem organizado para te auxiliar a economizar tempo.

PERÍODO DE INSCRIÇÕES: 19/06/2017 a 17/07/2017

PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 17/07/2017 a 17/10/2017

APROVEITE QUE AS INSCRIÇÕES ATÉ 29/6 SÃO NO VALOR PROMOCIONAL DE R$299, APÓS ESSA DATA O VALOR VOLTA AO NORMAL DE R$349 (:

Se você ficou interessado já pode inscrever AQUI

Muito obrigada a todos os meus alunos e todos os leitores do blog pela força e incentivo. Sem vocês nada disso aconteceria. Montei esse curso com todo carinho e dedicação do mundo. Espero que vocês aprovem.

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Edital aberto: UPE

58634-O99QIE-36312 vagas abertas para bibliotecário na Universidade de Pernambuco. Salário de:  R$ 2605,45 por 30h de trabalho.

Vagas nos Campus: Mata Norte: 1 vaga ampla concorrência, 1 para deficientes.

Mata Sul: 1 vaga ampla concorrência.

Recife: 5 vagas ampla concorrência, 1 para deficientes.

Petrolina: 1 vaga ampla concorrência.

Serra Talhada: 1 vaga ampla concorrência.

Garanhuns: 1 vaga ampla concorrência

 

Inscrições: de 15/6 até 16/7

valor: R$ 100

Estrutura da prova: 10 questões de português, 10 de raciocínio lógico, 20 conhecimento específico. (Ou seja biblioteconomia com peso maior na prova, estude muito!

Data da prova: 27/08/2017

 

Acesse o edital AQUI

Lembrete: Dia 19/7 começa a nova turma do curso online para concursos, com vídeos e material em pdf que você pode estudar onde quiser! Conheça e se pré-inscreva AQUI

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama