Plano de estudo de médio e longo prazo

Estudar para concurso não é algo que se faz em uma ou duas semanas. Exige constância, disciplina, determinação para executar um projeto de estudo que pode durar meses ou até anos. Mas é importante que esse plano seja bem estruturado (e revisto com uma certa frequência) pra que a gente se mantenha com motivação e aproveitamento.

É possível esgotar conteúdo?

Olha, eu acredito que não. Primeiro porque o conteúdo é muito extenso, mesmo se a gente considerar “apenas” os conhecimentos específicos. Segundo, porque cada banca e cada órgão dá um viés diferente ao conteúdo cobrado e pode incluir ou excluir disciplinas conforme a importância para sua atuação profissional. Terceiro, porque todo dia tem gente criando coisa nova, que pode vir a ser cobrada em concurso a qualquer momentos.
Por essas e outras que não existe a menor possibilidade de você começar a se inscrever para provas apenas quando já tiver esgotado o conteúdo ou completado metade do seu planejamento. Ele é contínuo. Você não estuda pra passar para a vaga dos seus sonhos. Você estuda até passar para a vaga dos seus sonhos.

E é melhor um conhecimento raso sobre todos os aspectos ou conhecimento profundo sobre apenas alguns deles?

Minha opinião: melhor ter um conhecimento raso sobre várias paradas do que profundo sobre uma só. O que não significa que você deve continuar com conteúdo raso o tempo todo. O esquema é: vá aprofundando em todos os assuntos ao mesmo tempo. Mantenha um ritmo de estudo em que você tenha um bom grau de conhecimento sobre tudo, e não sobre uma ou duas disciplinas. Não dá pra passar 2 ou 3 meses estudando apenas catalogação e depois começar com outra disciplina. Ao longo desses três meses você deve dedicar um tempinho para cada disciplina. E isso inclui conhecimentos gerais também.

Nossa, mas vai falta tempo…

Sempre vai faltar tempo pra tudo na vida. O dia tem 24 horas para todo mundo, mas sempre parece que nosso dia não está sendo aproveitado… Aqui nesse outro texto (https://santabiblioteconomia.com/2015/11/19/eu-nao-passo-em-concurso-porque-nao-tenho-tempo/) eu falo um pouco sobre organização do tempo. Se você estiver com algum problema desse tipo, recomendo que faça uma leitura rápida lá!

Mas como estudar? Texto, exercício, revisão… Parece muita coisa!

Parece e é. Mas não tem muita opção: você precisa de fonte de informação (seja ela texto, aula, videoaula, etc), precisa praticar e precisa revisar tudo de tempos em tempos.
O ideal é que você consiga mesclar um pouco de cada para garantir bons resultados.

Tá, mas como eu consigo isso?

Bem, existem várias opções de material escrito, cursos e videoaulas para conhecimentos gerais e de uns tempos para cá surgiram boas opções em Biblioteconomia, também. Mas creio que tão importante quanto isso é incluir essas atividades de maneira equilibrada em sua agenda. Pra isso, a gente vai disponibilizar uma planilha para acompanhamento de estudo. É só clicar AQUI!

TALITA JAMES

– Bibliotecária formada pela Universidade de Brasília, trabalha atualmente no Supremo Tribunal Federal e é mestranda em Ciência da Informação na Universidade Federal de São Carlos. É colaboradora do Santa Biblioteconomia escrevendo no blog e ministrando cursos. Carioca de nascimento, brasiliense de carreira, cidadã do mundo por opção. Na biblioteca fala baixo e fora dela, toca.

Anúncios

Sabe quem é o seu maior inimigo? Você.

Tem um ditado –  não tenho certeza se é budista ou algo assim – que fala que nem o nosso maior inimigo pode nos fazer tanto mal quanto nós mesmos. E se você colocar a mão na consciência vai perceber que sim, é exatamente isso. Somos auto-sabotadores da nossa própria existência e sofremos por que não sabemos lidar com nosso próprio eu. #Thalitafilosófica 

Quando estamos num contexto de concurso público, em uma prova, o psicológico é uns 80% do sucesso. Não existe criatura inteligente o suficiente, que consiga segurar a onda da ansiedade, do medo, da depressão. E infelizmente, na visão de muita gente, isso é frescura. Não, não é.

Abrir mão de tudo o que te faz feliz, para estudar. Jogar toda a expectativa de sucesso da sua vida a um único dia, a uma única manhã, a um único resultado. Não tem como isso dar certo. E é o tipo de ilusão que eu já cai. De que vale a pena “sofrer o que eles não sofrem para viver o que eles sonham” OPA, mas a que preço? 

O ciclo se repete. Você jura que vai estudar com todo afinco, compra material, arruma sua mesa, senta a bunda 1 ou 2 dias, às vezes chega até a 1 semana focado… deleta as redes sociais, respira concurso…a hora é agora. Aí chega aquele dia que o desanimo bate, a preguiça chega junto, você resolve se dar um descanso. E não consegue voltar ao ritmo alucinante, e se culpa, e larga tudo pra lá se sentindo um lixo. E começa tudo de novo. Conheço gente que tá nessa a ANOS e não se toca.

Ah Thalita, então como eu vou passar? Respeitando seu limites, sua história, sua existência como um ser humano completo e não criando expectativas absurdas. Organizando seu tempo para o estudo, tornando isso um hábito no seu dia-a-dia. Aproveitando a trajetória do seu aprendizado. Assim que você vai passar. 

Estudar e passar em um concurso não precisa ser o pior período da sua vida. Sua vida é muito maior do que isso. Seja seu amigo, todo dia. Bom senso, meio termo e respeito a si mesmo ok? Pare de brigar e lutar por um padrão de comportamento que só existe na sua cabeça. Tenha mais compaixão consigo mesmo. Vai dar certo. Tamo junto.

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Ah só tem 1 vaga no edital…

Você já teve esse pensamento ao se deparar com um edital? Poxa só tem uma vaga….

Experimente pensar diferente: – Que bom, tem 1 vaga, ela é minha. 

Percebeu a diferença?

Não importa se o edital tem 80, 10, 1 vaga… você só precisa de 1 vaga, alguém vai passar e conquistar essa 1 vaga, qual o motivo de você achar que não pode ser você essa pessoa?

Percebo nos meus alunos e amigos que o grande inimigo é a própria pessoa e seus pensamentos limitantes. Precisamos acreditar, estudar, lutar e tentar! Se for pra entrar desanimado para fazer q prova por que é apenas 1 vaga é melhor nem ir. Pode ter certeza que o cara que vai passar em primeiro, estava animado, confiante!

O recado rápido e reto é esse, para de chorar que é só 1 vaga e vai estudar para essa vaga ser sua um dia!

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

 

Faça o máximo que puder.

Todo mundo tem fases boas e ruins na vida, em relação aos estudos não pode ser diferente. 

Quantas vezes nos pegamos enrolando dias, semanas para estudar, para começar um projeto, se inscrever em um curso. Sabemos o que temos que fazer. No papel, o plano é simples, estudar, se dedicar, passar, curtir a vida. Mas como lidar com o desanimo do dia-a-dia? Como lidar todas as manhãs com a vontade de dormir mais um pouco, a vontade de aprender por osmose? 

Acredito que quando estamos em uma situação desconfortável – desemprego, dificuldades financeiras, cobranças diversas, infelicidade no trabalho atual – se torna um pouco mais fácil a dedicação aos estudos. Simplesmente pois queremos sair dessa situação e encaramos com mais seriedade o desafio de passar em um concurso.

Agora e quando nem tudo é tão desesperador assim? E quando seu trabalho é chato, mas ok, você não é rico mas as contas estão em dia, você até quer passar em um concurso ou passar em um concurso melhor do que o que você está no momento, mas a vontade de estudar não acompanha? Como se motivar quando sua vida está estabilizada?

É bem mais difícil. 

Porém, não impossível.

Primeiro, não podemos nos cobrar tanto assim. Querer uma efetividade no estudo de 100%. Tem que planejar o tempo, gradativamente, 1h por dia, até começar a se animar com o ritmo de estudos. Se você já teve uma época da vida em que foi muito dedicado ao estudos, use você mesmo como inspiração, se conseguiu lá atrás, agora também é possível. O ser humano é movido por desafios, quantas coisas achamos impossíveis e se concretizaram? E depois nem deram tanta felicidade assim. 

Adoro aquela música Ouro de Tolo do Raul Seixas que fala:

“Eu devia estar contente por ter conseguido tudo o que eu quis
Mas confesso, abestalhado, que eu estou decepcionado
Por que foi tão fácil conseguir e agora eu me pergunto: e daí?
Eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar
E eu não posso ficar aí parado”

E não é exatamente isso? Sempre estamos atrás de algo, e quando esse algo chega parece que foi tão simples. Devemos sempre manter a motivação em alta, visualizar nossos sonhos, metas e objetivos de vida. Por mais que a gente passe por fases ruins e de desanimo, devemos encarar como são: fases! E mesmo nos tempos sombrios, fazer o máximo possível! Mesmo que o seu máximo seja só 1h podia agora, que seja ler 10 páginas em 1 dia, enfim, faça o máximo que puder, nas condições que tiver e se cobre menos. Ninguém é perfeito, disciplinado, motivado e estudioso 100% do tempo. 

Cada um tem seu tempo e sua evolução, essa é a mensagem. Espero que você dê o máximo de si em tudo e se supere sempre!

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

A importância de ter uma rede de apoio

 

Nós, seres humanos somos criaturas sociais. Precisamos de interação, por isso desde os primórdios da nossa evolução na Terra tratamos de nos unir em tribos, famílias, cidades e montar nossa vida em sociedade. Quando temos um problema, logo pensamos em conversar sobre, desabafar, ouvir a opinião do outro. Quando pensamos nos motivos para buscar uma vida melhor, poder ter mais momentos de lazer e bem estar com quem amamos é uma das luzes mais fortes de fé dentro de nós. Não é da nossa natureza sermos sozinhos.

O caminho de estudos até a aprovação em um concurso público pode parecer solitário, mas não precisa ser. É importante cultivarmos uma rede de apoio. Não é produtivo achar que todos são seus concorrentes, ou que compartilhar informações te coloca em desvantagem. Já é difícil abrir mão do lazer, investir tempo e dinheiro nos estudos, se nos fecharmos na nossa própria bolha solitária a trajetória fica absolutamente mais cansativa.

Ter colegas que estão estudando para concursos é um alento. Troca-se conteúdo, ganha-se incentivo, apoio e torcida. Busque e mantenha esses grupos, ninguém melhor do que outro concurseiro para entender seu caminho, as dores e problemas que você enfrenta. Família e amigos até tentam, mas para quem nunca estudou para concursos, falta a empatia de entender que nenhum dia é igual ao outro. 

Cursos presenciais, grupos na internet, em vários lugares você encontrará pessoas com o mesmo objetivo que você. Não se force a enfrentar tudo isso sozinho. E no final quando forem aprovados nos concursos que tanto querem vão poder comemorar juntos e ter essa ligação eterna.

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Qual caminho seguir?

Hoje o assunto do blog vai um pouco além dos concursos. Converso com muitos bibliotecários e tanto entre recém formados quanto os que já tem uma estrada, ficam em dúvida sobre os caminhos a seguir na carreira.

Alguns me perguntam por exemplo sobre quando começar a estudar para concursos. Isso é muito relativo, mas eu acredito que você estudando normalmente para a faculdade já é o primeiro passo. Percebo que a maioria dos bibliotecários tem deficiências profundas em conhecimentos básicos da nossa área. Os motivos para isso são muitos, a questão é que, uma boa formação, ainda na faculdade, é o primeiro passo a aprovação.

E o mestrado? E a pós?

Se você tem planos de ser professor universitário um dia e seguir carreira acadêmia, vale o investimento de tempo e disposição. Lembrando que com toda certeza seu tempo será comprometido para outras atividades, mestrado é puxado.

Por outro lado, em alguns concursos existe a prova de títulos, que privilegia os que já tem uma formação extra e experiência de trabalho. Essa “vantagem” é valiosa nesses certames. Não valoriza o recém formado.  Além do que em vários órgãos existe o plano de carreira, onde vantagens financeiras são acrescidas ao salário pela formação.

E se eu quiser só estudar para concursos, compensa? Se você tem condições financeiras e apoio para isso, é uma boa opção. Tendo a consciência da dificuldade que é o estudo exclusivo. Não é fácil ter essa disciplina.

Pela atual conjuntura do país, não estamos tendo tantos concursos quando na era de ouro que foi 2010-2014. Isso não deve tirar seu foco, pois os concursos ainda existem e vagas também, a questão é que não estão abrindo com tanta frequência.

Minha sugestão que você deve adaptar a sua realidade pois não existe certo ou errado:

Se você está na faculdade, aproveite as oportunidades de bolsas, iniciação científica, estude de verdade para aprender, vai valer a pena. Quando estiver no último ano da faculdade comece a encarar com mais seriedade os concursos se essa for sua vontade. 

Se você já trabalha em empresa privada e quer entrar em um concurso, pense em fazer uma pós a distancia para poder ter um título e vá estudando no tempo que der para as provas. Essa era a minha realidade e deu certo. quando entrei no serviço público já tinha terminado a pós e já comecei ganhando mais.

Estudar nunca é demais, todavia não acho que mestrado é para todos, que vida acadêmica é para todos. Tem que gostar e ter perfil. 

Boa sorte nas suas escolhas.

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

 

Fofoca dos concursos: O que vem por aí

No meio de muitas notícias desanimadoras nesse país, precisamos manter o foco e a esperança no que de bom pode acontecer. Trago aqui uma listinha dos concursos que provavelmente abrem esse ano para bibliotecário. Sempre comento que o que faz, de fato, uma pessoa ser aprovada é a continuidade dos estudos. Boas vagas são concorridas e não dá para sonhar ficar bem colocado com pouco tempo de estudo.

Mantenha-se em movimento e se inspire por um desses concursos, uma dessas vagas pode ser sua:

 

Exército – 1 vaga de bibliotecário de carreira. Edital em junho, prova provavelmente em agosto/setembro. Remuneração inicial cerca de R$ 9 mil. Divulgado na fanpage oficial do Exercito.

Prefeitura de Belém – Expectativas de 24 vagas de bibliotecário. Organizadora: AOCP. Edital em breve. (boatos de que em abril/2017). Mais informações aqui: https://goo.gl/aHCQHD

Câmara Legislativa do Distrito Federal – 5 vagas de bibliotecário. Mais informações: https://goo.gl/lt5xSq

Biblioteca Nacional – Pedido em aberto no ministério do planejamento. Vagas de bibliotecário e nível médio.

Assembléia Legislativa de Minas Gerais – Vaga de bibliotecário. Mais informações: https://goo.gl/G7q6B3

Câmara dos deputados:  Técnico em Documentação e Informação Legislativa, mais de 20 vagas abertas. Mais informações: https://goo.gl/tlb7V3

Senado Federal: 14 vagas de bibliotecário. Mais informações: https://goo.gl/RMK6PK

MPU: Pedido de edital em aberto no ministério do planejamento. 18 vagas de bibliotecário. Mais informações: https://goo.gl/zQmqQ1

AGU: Pedido de concurso para esse ano e com vaga de bibliotecário. Mais informações: https://goo.gl/PMYrOR

ALESP: Previsão de edital com vaga de bibliotecário. Mais informações: https://goo.gl/1bLbzj

TJ-RS – Concurso já está autorizado com vaga de bibliotecário. Mais informações: https://goo.gl/17z7S6

IFBAIANO – Edital aberto com 1 vaga de bibliotecário, ainda dá pra se inscrever! Prova em julho. Mais informações: https://goo.gl/B9N451

UFBA – 5 vagas de bibliotecário, ainda dá pra se inscrever, provas em julho. Mais informações: https://goo.gl/x2Rfxs

 

E você sabe de mais algum concurso que pode vir a acontecer esse ano? Comenta aí!

Claro que muita coisa pode acontecer, mas enquanto as vagas estiverem vazias e os órgãos tentarem preencher esses postos com concursos, teremos que continuar estudando. Alguém vai passar 😉

Vamos tentar nos blindar contra essa energia negativa, manter o foco e estudar!

E se você não sabe como começar a se preparar lembre-se que estão abertas as inscrições da minha nova turma do PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS ONLINE. Faça já sua inscrição AQUI ! O curso dura 3 meses e será realizado de 10/04/2017 até 10/07/2017 

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama