Resumo sobre Gestão do Conhecimento

Close-up woman hands typing on laptop in office.

Gestão do Conhecimento: conjunto de atividades que busca desenvolver e controlar todo tipo de conhecimento em uma organização.

Algumas definições:

“Gestão do conhecimento é a construção sistemática, explícita e intencional do conhecimento e sua aplicação para maximizar a eficiência e o retorno sobre ativos de conhecimento da organização.” (Wiig, 1993)

  “Gestão do conhecimento é a disponibilização do conhecimento certo para a pessoas certas, no momento certo, de modo que estas possam tomar as melhores decisões para a organização.” (Petrash, 1996)

  “Gestão do conhecimento é o processo de busca e organização da expertise coletiva da organização, em qualquer lugar em que se encontre, e de sua distribuição para onde houver o maior retorno.” (Hibbard,1997)

  “Gestão do conhecimento é o controle e o gerenciamento explícito dentro de uma organização, de forma a tingir seus objetivos estratégicos.”(Spek & Spijkevert, 1997)

“Gestão do conhecimento é a formalização de experiências, conhecimentos e expertise, de forma que se tornem acessíveis para a organização, e esta possa criar novas competências, alcançar desempenho superior, estimular inovação e criar valor para seus clientes.”(Beckman, 1999)

Conhecimento Explícito: O conhecimento explícito pode ser transmitido por meio de linguagem formal, mas representa somente a ponta do iceberg de todo o corpo do conhecimento possível

Conhecimento Tácito: O conhecimento tácito pode ser transmitido principalmente a partir do exemplo e da convivência, por estar profundamente enraizado na ação.

 O conhecimento é gerado na organização a partir de interações, contínuas e encadeadas, de quatro processos de transmissão de conhecimento: socialização, combinação, externalização e internalização.

Etapas da Gestão do Conhecimento segundo Stollenwerk (2001)

IDENTIFICAÇÃO;
CAPTURA;
SELEÇÃO e VALIDAÇÃO;
ORGANIZAÇÃO e ARMAZENAGEM;
COMPARTILHAMENTO/ DISTRIBUIÇÃO
APLICAÇÃO

1. IDENTIFICAÇÃO: é o processo de análise da organização e construção de uma visão estratégica para a Gestão do Conhecimento (G.C.). Que conhecimento é relevante? Que conhecimento deve ser buscado e obtido? A IDENTIFICAÇÃO traz à tona os objetivos estratégicos que devem ser alcançados com os processos de G.C. e funciona como uma bússola para toda a iniciativa.

2. CAPTURA: o processo de captura envolve a aquisição de fato do conhecimento organizacional, sob a forma das experiências e habilidades necessárias para realizar a visão mapeada na fase de identificação. O conhecimento pode ser proveniente de não só de fontes externas, mas também das internas à organização; neste ponto, inclui-se a transição do conhecimento individual dos membros para conhecimento organizacional.

3. SELEÇÃO e VALIDAÇÃO: é aquela em que o conhecimento capturado é filtrado e avaliado para que se determine se deve ou não ser armazenado e aplicado na organização. Nesta etapa, o objetivo é minimizar incertezas, resolver contradições e assegurar a confiabilidade do conhecimento que será armazenado.

4. ORGANIZAÇÃO e ARMAZENAGEM: incluem-se esforços como planejamento e a implementação de bases de conhecimento, e sua disponibilização para os membros da organização. O objetivo do processo é garantir que o conhecimento organizacional que já foi capturado seja seguramente armazenado em seu repositório no qual esteja acessível nos momentos em que se fizer necessário.

Dentre os processos de gestão do conhecimento, aquele que garante a recuperação rápida, fácil e correta do conhecimento é ORGANIZAÇÃO e ARMAZENAGEM.

5. COMPARTILHAMENTO: envolve a distribuição ativa do conhecimento que está sendo acumulado, de maneira a garantir que ele atinja de fato os membros da organização e se entranhe em seus processos. Note-se que distribuir o conhecimento ativamente é diferente de permitir passivamente que ele seja acessado. Mecanismos eficientes de compartilhamento são muito importantes para garantir que o conhecimento esteja disponível nos momentos certos.

6. APLICAÇÃO DO CONHECIMENTO: ciclo em que o conhecimento organizacional é revertido para o benefício concreto da organização. Nesse processo, o conhecimento é aplicado aos problemas da organização e seu valo prático é avaliado.

O aproveitamento do conhecimento desenvolvido pelos indivíduos numa organização depende de um modelo de gestão do conhecimento, que é caracterizado por três etapas principais: AQUISIÇÃO, ARMAZENAMENTO e DISTRIBUIÇÃO.

A fonte final de processamento da informação organizacional é a interpretação do AMBIENTE EXTERNO.

Fontes: 

BECKMAN, T. The current state of knowledge management. In: LIEBOWITZ, J. (Ed.) Knowledge Management Handbook. New York: CRC Press, 1999.

HIBBARD, J. Knowing what we know. Information Week. Out. 1997

PETRASH, G. Dow´s journey to a knowledge value management culture. European Management Journal. V.14 n.4, ago. 1996.

SPEK, Van der, R.; SPIJKERVET, A. Knowledge management: dealing intelligently with knowledge. In: Liebowitz, J.& Wilcox, L., eds. Knowledge Management and its Integrative Elements. New York: CRC Press, 1997

STOLLENWERK, Maria Fátima Ludovico. Gestão do conhecimento: conceitos e modelos. In: TARAPANOFF, Kira. (Org.). Inteligência organizacional e competitiva. Brasília: UNB, 2001. p. 143-163

WIIG, K. M. Knowledge management foundations; thinking about thinking – how people and organizations create, represent, and use knowledge. Arlington, Texas: Schema, 1993

 

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Anúncios

2 thoughts on “Resumo sobre Gestão do Conhecimento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s