Análise de prova – Cepel 2014 – Banca Bio Rio concursos

Esse concurso foi para cadastro de reserva  e a prova foi aplicada dia 13/04/2014, no RJ,  eu nem soube desse concurso. Quem me pediu para comentar a prova foi o Leonardo, leitor fiel do blog, muito obrigada pela sugestão 😉   O caderno de questão que fiz foi o 1 e está AQUI junto ao gabarito. Vamos lá!

QUESTÃO 16

A biblioteca é uma organização que presta serviços informacionais a uma clientela específica, pertencente à organização na qual está inserida. Para tanto, precisa estar equipada com recursos de naturezas diversas, para prestar um serviço de qualidade, a fim de atender às necessidades de seus usuários e fazer com que as informações cheguem a eles. A seguinte ação deve preceder a elaboração de instrumentos de divulgação em bibliotecas:

(A) o comportamento informacional dos usuários.
(B) as fontes de informação mais utilizadas pelos usuários.
(C) o conhecimento dos serviços oferecidos aos usuários.
(D) o grau de satisfação dos usuários a respeito dos catálogos.
(E) os serviços mais utilizados pelos usuários.

Análise: Antes de formular qualquer serviço/ produto da biblioteca temos que pesquisar/analisar o comportamento dos nossos usuários/ clientes alvo. Se você trabalha em uma biblioteca especializada de uma empresa privada deve atender prioritariamente os funcionários dela, suas necessidades informacionais relacionadas ao trabalho e inclusive de suporte a cursos e atividades fora da empresa. Gabarito : A

 

QUESTÃO 17

Um bibliotecário fez um estudo de usuário em sua unidade de  informação, adotando a abordagem alternativa, centrada no  usuário. Esse estudo permitiu identificar:

(A) o comportamento informacional dos usuários.
(B) as fontes de informação mais utilizadas pelos usuários.
(C) o conhecimento dos serviços oferecidos aos usuários.
(D) o grau de satisfação dos usuários a respeito dos catálogos.
(E) os serviços mais utilizados pelos usuários.

Análise: Estudo de usuário é um tema bem amplo, mas o básico é saber que o estudo tradicional é focado na biblioteca e seus serviços e o estudo alternativo é focado no usuário e no seu comportamento.
 
Gabarito: A

QUESTÃO 18

O diagnóstico organizacional consiste:

(A) em uma intervenção na rotina da organização para avaliar o seu estado num determinado momento e encontrar formas de melhorar sua eficácia.
(B) em demonstrar os objetivos específicos de uma unidade de informação, através da exposição de sua estrutura e funcionamento.
(C) na elaboração sistemática de padrões, metas e objetivos a serem adotados no desenvolvimento das atividades da  organização.
(D) na elaboração de relatórios que registram exclusivamente as opiniões dos atores envolvidos nos processos de trabalho.
(E) em trabalho de avaliação do qual devem participar somente os membros efetivos da organização para se assegurar o  êxito da empreitada.

Análise: Exatamente a definição do gabarito, letra : A

QUESTÃO 19

De acordo com alguns autores da área biblioteconômica, considera-se que o processo de formação e desenvolvimento de coleções é identificado pelas seguintes funções:

(A) referência, divulgação, orientação e auxílio ao usuário, circulação e reprodução.
(B) processamento técnico e armazenagem.
(C) identificação dos pontos fortes e fracos da biblioteca e avaliação minuciosa do desempenho da biblioteca.
(D) organização, recursos humanos, marketing, tecnologia e finanças.
(E) seleção, aquisição, avaliação e desbastamento e descarte.

Análise: O gabarito fala das etapas definidas pelo Figueiredo. Maciel(2000) já tem um pensamento levemente diferente na ordem : “Planejamento e elaboração de políticas –  seleção – Aquisição – Avaliação – Desbastamento e descarte ” página 17.  Gabarito: E

QUESTÃO 20 

Os gerentes de biblioteca podem criar e controlar seu futuro realizando uma serie de processos conhecidos como:

(A) administração por objetivos.
(B) eficiência organizacional.
(C) estrutura organizacional.
(D) processo decisório.
(E) planejamento estratégico.

Análise: A essência do planejamento estratégico é “prever e controlar” o futuro da biblioteca. Gabarito: E

QUESTÃO 21

Quando o gerente de biblioteca decide pelo cancelamento de títulos de periódicos em uma coleção, utiliza o seguinte critério  de fator de impacto:

(A) número de artigos publicados numa determinada área do conhecimento.
(B) resultados obtidos por uma pesquisa e opinião realizada com os usuários.
(C) frequência de utilização dos títulos pelos usuários.
(D) número de artigos publicados por esse periódico.
(E) número de citações recebidas por um periódico, relacionado ao número de artigos publicados por este.

Análise: 

“A base estatística Journal Citation Reports (JCR) da editora Thomson Reuters é um recurso que permite avaliar e comparar publicações científicas utilizando dados de citações extraídos de revistas acadêmicas e técnicas e o impacto destas na comunidade científica indexadas pela coleção principal da Web of Science. Por meio da JCR é possível verificar os periódicos mais citados em uma determinada área e a relevância da publicação para a comunidade científica por meio do Fator de Impacto. Avalia revistas de 3.300 editores, cerca de 200 disciplinas, e 60 países. É possível verificar estatística de citações desde 2001 até o presente. ”

Fonte : http://www.periodicos.capes.gov.br/

Gabarito : E

QUESTÃO 22

Na gestão de unidades de informação, o instrumento de coleta de dados que registra a frequência de serviços realizados e oferecidos é conhecido como:

(A) plano de ação.
(B) formulário estatístico.
(C) pesquisa quantitativa.
(D) plano de trabalho.
(E) relatório de atividades.

Análise:  Fui buscar quem pode ter falado sobre, achei esse site AQUI  muito legal com “fichamentos” colocando como referencia “MACIEL, Alba Costa. A estatística e a administração de bibliotecas. In: ______. Instrumentos para gerenciamento de bibliotecas. Niterói: UFF, 1995. p. 15-45. “ Infelizmente essa edição não está na internet imagino que esse artigo deve ser muito interessante. Gabarito: B

QUESTÃO 23

As decisões para o desenvolvimento de coleções multimídia interferem nas condições de seleção, organização, armazenamento e uso dessas coleções, podendo ocasionar problemas inusitados. Tais problemas serão evitados se o bibliotecário:

(A) compartilhar o processo de aquisição e as rotinas de organização com outras unidades de informação.
(B) priorizar o tratamento técnico que essa tipologia documental impõe devido a fragilidade dos suportes.
(C) planejar a aquisição das máquinas e dos equipamentos necessários e formalizar serviços de assistência técnica.
(D) restringir os modos de aquisição à doação e ao intercâmbio.
(E) eleger sistemas de representação descritiva e temática adequados à natureza dos materiais e ao interesse dos usuários.

Análise: Só a palavra “Planejar” já mata a questão! Com um bom planejamento conseguimos diminuir e MUITO as possibilidades de algo dar errado, em tudo na vida rs Gabarito: C

QUESTÃO 24

É conhecido como o processo agregador de tarefas em uma ordem lógica:

(A) departamentalização.
(B) modelagem organizacional.
(C) desenvolvimento funcional
(D) planejamento.
(E) coordenação de objetivos.

Análise: Essa banca realmente gosta de planejamento. Gabarito : D

QUESTÃO 25

Estudo de comunidades, políticas de seleção, aquisição, desbastamento e descarte, avaliação, são etapas relativas a:

(A) processamento de organização de coleções para disponibilização.
(B) dinamização das coleções.
(C) formação, desenvolvimento e organização de coleções.
(D) funções gerenciais
(E) planejamento estratégico.

Análise: Eles meio que repetiram a questão 19 né? Aposto que muita gente não quis chutar o óbvio com medo de pegadinha. Era o óbvio. Gabarito : C

QUESTÃO 26

Qual das alternativas a seguir NÃO representa um dos focos do  planejamento estratégico:

(A) questões estratégicas.
(B) análise do ambiente externo.
(C) aquisição.
(D) missão.
(E) mandato.

Análise: Questão retirada do livro clássico da Maciel “Bibliotecas como organizações” . Ela adota o roteiro de Bryson como metodologia do planejamento estratégico sendo 7 estágios no processo ( Mandato, missão, analise do ambiente externo, análise do ambiente interno, questões estratégicas, obstáculos e propostas estratégicas), isso está na página 63.  Gabarito: C

QUESTÃO 27

Qual alternativa consiste em uma etapa do diagnóstico que objetiva estabelecer um cenário organizacional que encoraje a avaliação e assegure que o pessoal conheça os componentes básicos do processo de avaliação:

(A) coleta de dados.
(B) elaboração do projeto.
(C) preparação.
(D) implementação.
(E) avaliação.

Análise:  Segundo Almeida (2009, p.56-75) a Preparação objetiva estabelecer um cenário organizacional que encoraje que o pessoal conheça os componentes básicos do processo de avaliação. Gabarito : C

 

QUESTÃO 28

São aplicados (as) em pesquisas para identificar, diferenciar características, necessidades, interesses e hábitos de informação e seus resultados servem para o planejamento e melhorias dos serviços prestados na unidade de informação:

(A) pesquisas de satisfação.
(B) estudos de usuários.
(C) pesquisas de campo.
(D) análises dos ambientes externo e interno.
(E) estratégias de marketing.

Análise:  Encontrei essa dissertação AQUI , muito bom por sinal sobre o assunto, tem uma tabela sobre as fases do estudo de usuário que é extremamente útil, olhem esse trecho como bate exatamente com a questão.

estudos de usuário  

Gabarito B

QUESTÃO 29

Qual alternativa consiste em um novo padrão de descrição bibliográfica para recurso e acesso desenvolvido para o meio digital, cobrindo todos os tipos de mídias:

(A) AACR
(B) ISBD
(C) DC
(D)RDA
(E) MARC

Análise: RDA é o novo padrão, guarde isso. Os slides do professor Fernando Modesto são ÓTIMOS para estudar catalogção no todo. Aí vai a indicação de um sobre o tema AQUI.  Gabarito : D

QUESTÃO 30

Como se denomina um conjunto de metadados que possibilita a implementação, intercâmbio e migração por meio de computadores, favorecendo o compartilhamento de registros e o fortalecimento das bases de dados cooperativas:

(A) RDA
(B) AACR2
(C) DC
(D) MARC
(E) FRBR

Análise: A principal função do Marc é ser o elo do compartilhamento de dados entre bibliotecas, junto a Iso 2709 e ao protocolo Z3950. São a essência do intercâmbio e migração por meio de computadores. Gabarito : D

QUESTÃO 31

Qual alternativa consiste em um tipo de metadado que facilita  a navegação e a apresentação dos recursos eletrônicos:

(A) descritivo.
(B) intelectual.
(C) estrutural.
(D) administrativo.
(E) interoperável.

Análise:  

Existem 3 tipos principais de metadados

• Metadados descritivos: descrevem um recurso com o propósito, por exemplo, de descoberta ou identificação. Isso pode incluir elementos como título, resumo, autor e palavras-chave.

  • Metadados estruturais: indicam como objetos compostos são colocados juntos, por exemplo, como é que páginas são ordenadas para formar capítulos .
  • • Metadados administrativos: fornecem informações para auxiliar no gerenciamento de um recurso, como por exemplo, quando e como o mesmo foi criado, tipo de arquivo e outras informações técnicas, e sobre quem tem acesso a ele. Existem vários subconjuntos de dados administrativos; dois deles, às vezes, são listados separadamente como tipos metadados:

− Metadados para gerenciamento de direitos, que tratam dos direitos de propriedade intelectual,
e
− Metadados para preservação, que contêm informações necessárias ao arquivamento e à preservação de um determinado recurso.

Fonte:
NISO. (2004) Understanding Metadata.
Bethesda, MD: NISO Press, p.1

Gabarito: C 

 

QUESTÃO 32

NÃO corresponde a um objetivo da descrição bibliográfica que  contribui para o atendimento aos usuários:

(A) integridade
(B) eficácia
(C) precisão
(D) consistência
(E) clareza

Análise: É importante que a descrição bibliográfica de um item tenha certas características como  a integridade ( Registro completo, sem falhas), Precisão ( Ser exato na descrição), Consistência ( usar as mesmas normas em casos semelhantes) e clareza ( Ser simples e direto, buscando sempre pensar como o usuário irá procurar sobre determinado assunto/ obra). A Eficácia no caso é uma característica do planejamento , você conseguir alcançar o objetivo determinando no tempo certo.  Gabarito : B

QUESTÃO 33

Consiste em um modelo conceitual criado para definir entidades, atributos e relacionamentos do universo bibliográfico. Assinale a alternativa correta:

(A)FRAD
(B) FRBR
(C) FRSAD
(D) FRAR
(E) FRSAR

Análise: Falou de entidade, relacionamento etc é FRBR! Vale o slide do professor Modesto que coloquei na questão 29 .  Gabarito : B

QUESTÃO 34

Qual alternativa representa um protocolo de comunicação entre computadores desenhado para permitir pesquisa e recuperação de informação de documentos com textos completos, dados bibliográficos, imagens e multimeios em  redes de computadores:

(A) metadado
(B) ISSO 2709
(C) padrão Doublin Core
(D) protocolo Z39.50
(E) MARC

Análise: Como falei na questão 30, o protocolo Z 39.50 é essencial para a interoperabilidade entre arquivos e registros. Gabarito: D

QUESTÃO 35

Os softwares livres, largamente utilizados atualmente em ambiente de biblioteca, otimizam e aceleram o processo de comunicação de disseminação da informação. Eles possuem características funcionais e não funcionais sob as quais são  avaliados. As características funcionais expressam o que um sistema deve fazer, e as não funcionais são consequências dos requisitos que expressam as soluções tecnológicas utilizadas. Uma característica funcional é:


(A) o banco de dados transacional
(B) a interface web
(C) o sistema operacional
(D) a realização de empréstimos.
(E) a licença

Análise: 

O requisitos funcionais são aqueles que descrevem o comportamento do sistema, suas ações para cada entrada, ou seja, é aquilo que descreve o que tem que ser feito pelo sistema. São o cérebro do projeto, já que descrevem as funcionalidades que o sistema deve dispor.
“Requisitos não-funcionais são as características e aspectos internos do sistema, envolvendo especificamente a parte técnica. Ao contrário dos requisitos funcionais, estes requisitos não são explicitamente expostos pelo cliente, mas devem ser implicitamente compreendidos pelo desenvolvedor. Os requisitos não-funcionais basicamente se resumem em seis itens, descritos logo abaixo.

  • Segurança: o software deve garantir a segurança dos dados, bem como as permissões de acesso às suas funcionalidades, como por exemplo, usar criptografia em senhas e liberar acesso aos menus do sistema de acordo com a hierarquia do usuário. Quando se trata de um software com informações confidenciais, este item se torna indispensável.
  • Usabilidade: procure desenvolver um sistema fácil de usar, que dispense muitos recursos gráficos. Se possível, adicione descrições das funções (hints) aos botões e configure teclas de atalho para as funções mais utilizadas. Quanto mais simples for a usabilidade, maior será a aceitação dos usuários.
  • Confiabilidade: determina a capacidade do sistema em lidar com eventos inesperados. Suponha que o usuário esteja cadastrando um novo registro, e após inserir todas as informações, ocorre um erro no sistema e o usuário acaba perdendo as informações digitadas. A confiabilidade significa que o sistema deve ser capaz de tratar exceções e se recuperar de falhas, sem que haja perda de dados. Backup e restauração do banco de dados também se encaixam neste item.
  • Padrão: define a padronização de interface e código utilizada no desenvolvimento do software. Embora seja mais voltado para a equipe de desenvolvimento, é essencial para facilitar a migração, manutenção e atualização do sistema.
  • Desempenho: de nada adianta ter um sistema seguro, interativo e confiável se ele consome muitos recursos do computador e demora pra executar os processamentos. Um sistema lento é alvo de crítica dos usuários, mesmo que seja funcional. A performance do software pode ser melhorada utilizando técnicas de programação orientada a objetos, threads e otimização de código.
  • Hardware e software: define os requisitos mínimos para o funcionamento adequado do software.
  • Esse item também abrange a portabilidade do software para outros sistemas, tal como a sua facilidade de configuração”[1].

As características não-funcionais de um sistema são consequências dos requisitos que expressam as soluções tecnológicas utilizadas. De forma simplificada, as características funcionais estão relacionadas a infraestrutura do sistema. No caso de um sistema de biblioteca, características não funcionais seriam, por exemplo: banco de dados transacional, interface web, sistema operacional.

 

Referências :

[1]NUNES, Bruno. Mãozinha na web. 2007.

[2]CELESTINO, André Luiz. A importância dos requisitos não-funcionais. 2013

SILVA FILHO, Antonio Mendes. RequisitosNãoFuncionais: critérios para análise arquitetural, 2003.

 

Gabarito : D, realização de empréstimo é algo básico para o sistema.

 

QUESTÃO 36

Com relação à automação de bibliotecas, avalie as afirmativas 
a seguir:
I – Os sistemas para a automação de unidades de informação são conhecidos como Sistemas Integrados para Bibliotecas, em geral, oferecendo os seguintes módulos: aquisição, catalogação, interface de pesquisa, circulação, disseminação seletiva e relatórios gerenciais.

II – Dois padrões são de grande importância para a automação de bibliotecas: o formato MARC e o protocolo Z39.50.

III – Entre os requisitos de qualidade de um sistema de automação de serviços bibliotecários, incluem-se o padrão XML para troca de informações e a interface Web para oferecer serviços online.
Assinale a alternativa correta:

(A) I, II e III estão corretas.
(B) I, II e III estão erradas.
(C) somente I e III estão corretas.
(D) somente I está corretas.
(E) somente III está correta.

Análise: Todas corretas e são bem a base do que é preciso saber sobre automação. 😉 Gabarito : A 

QUESTÃO 37

Considere a informatização em unidades de informação e o uso de software para o referido processo, que necessita de suporte técnico, manutenção preventiva e corretiva. Avalie se os serviços que obrigatoriamente devem constar em um contrato com a empresa vendedora do software incluem:

I – Atualização de servidores e treinamento de usuários visando à perfeita compreensão das novas versões.
II – Fornecimento e implantação de versões atualizadas, com manuais e literatura técnica pertinentes em português (Brasil).
III – Apoio técnico no período de implantação de novas versões, tendo em vista eventuais dispositivos ou componentes  introduzidos nas mesmas.

Está correto o que se afirma em:
(A) somente I e II.
(B) I, II, III.
(C) somente I e III.
(D) somente II e III.
(E) somente III

Análise: Todas corretas novamente, essa e a questão anterior são do artigo mais do que clássico “Automação de bibliotecas e centros de documentação : o processo de avaliação e seleção de softwares. ” que você pode encontrar AQUI. Gabarito: B

QUESTÃO 38

O uso de software livre tornou-se uma alternativa para  viabilizar as atividades das bibliotecas digitais. Com relação ao  exposto, analise as afirmativas a seguir:

I – O software livre pode ser utilizado, copiado e distribuído livremente.
II – Alterações, melhorias, otimizações ou correções efetuadas no software livre são obrigatoriamente distribuídas gratuitamente na nova versão.
III – O uso de software livre permite a extração e a importação de dados em XML.
Dessas afirmativas, podemos afirmar que:

(A) I, II e III estão corretas.
(B) I, II e III estão erradas.
(C) apenas I e II estão corretas.
(D) apenas I e III estão corretas.
(E) apenas II e III estão erradas.

Análise: Não necessariamente o  uso de software livre permite a extração e a importação de dados em XML. Gabarito: C

QUESTÃO 39

O fluxo informacional, seu gerenciamento e utilização no ambiente organizacional contribuem decisivamente para o seguinte aspecto:

(A) aprendizagem sistêmica.
(B) avaliação.
(C) organização do conhecimento.
(D) tomada de decisões.
(E) formação de coleções.

Análise: Basicamente ser organizado, planejar e antecipar problemas ajuda a tomar decisões. Gabarito: D

QUESTÃO 40

Representa uma ferramenta de gestão do conhecimento e objetiva converter a missão e a estratégia das empresas em medidas de desempenho que sirvam de base para um sistema  de mediação e gestão estratégica:


(A) análise SWOT
(B) benchmarking
(C) networking
(D) data mining
(E) balanced Scorecard

Análise: 

Análise SWOT ou Análise FOFA ou FFOA (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) é uma ferramenta utilizada para fazer análise de cenário (ou análise de ambiente), sendo usada como base para gestão e planejamento estratégico  de uma empresa, mas podendo, devido a sua simplicidade, ser utilizada para qualquer tipo de análise de cenário.

Benchmarking é um processo de comparação de produtosserviços práticas empresariais, e é um importante instrumento de gestão das empresas. É realizado através de pesquisas para comparar as ações de cada empresa. Tem o objetivo de melhorar as funções e processos de uma determinada empresa, além de ser um importante aliado para vencer a concorrência, uma vez que  analisa as estratégias e possibilita a outra empresa criar e ter ideias novas em cima do que já é realizado. Consiste em aprender com outras empresas.

Networking é uma palavra em inglês que indica a capacidade de estabelecer uma rede de contatos ou uma conexão com algo ou com alguém.Essa rede de contatos é um sistema de suporte onde existe a partilha de serviços e informação entre indivíduos ou grupos que têm um interesse em comum.É uma palavra inevitavelmente relacionada com o contexto empresarial e indica uma atitude de procura de contatos com a possibilidade de conseguir subir na carreira

Data mining é uma expressão inglesa ligada à informática cuja tradução é mineração de dados. Consiste em uma funcionalidade que agrega e organiza dados, encontrando neles padrões,associaçõesmudanças anomalias relevantes.

BSC – Balanced Scorecard é uma ferramenta de planejamento estratégico na qual a entidade tem claramente definidas as suas metas estratégias, visando medir o desempenho empresarial através de indicadores quantificáveis e verificáveis.O método consiste em determinar de modo balanceado as ligações de causa/efeito entre os quatro indicadores de avaliação das empresas, que são:

Financeiro: criar novos indicadores de desempenho para que os acionistas possam ter melhor rentabilidade dos seus investimentos;

Clientes: saber qual o grau de satisfação dos clientes com a empresa;

Processos internos: a empresa deve identificar se há produtos com problemas, se foram entregues no tempo previsto e apostar na inovação dos seus produtos;

Aprendizado e crescimento: diz respeito à capacidade e motivação do pessoal, e a um melhor sistema de informação na empresa.

Na análise do BSC, se os quatros indicadores estiverem aplicados de acordo com os objetivos propostos pela entidade, ou seja, se estiverem equilibrados, significa que a empresa conseguirá ter um melhor desempenho, permitindo a concepção de novas estratégias.

Gabarito : E

QUESTÃO 41

A biblioteca que disponibiliza seu acervo pela internet, utilizando-se da digitalização é chamada de:

(A) biblioteca tecnológica.
(B) biblioteca híbrida.
(C) biblioteca automatizada.
(D) biblioteca virtual.
(E) biblioteca digital.

Análise: Biblioteca digital é a que tem acervo digital, em pdf ou outro formato que permita sua leitura. Gabarito E. 

QUESTÃO 42

É conhecido como o processo de converter registros bibliográficos para meios eletrônicos tornando-os legíveis por máquina:

(A) digitalização.
(B) escaneamento.
(C) conversão eletrônica.
(D) conversão retrospectiva.
(E) catalogação eletrônica.

Análise: Conversão retrospectiva, vale a leitura do artigo da Cortes que indiquei na questão 37. Gabarito: D

QUESTÃO 43

Qual alternativa NÃO representa um sistema de redes de cooperação bibliográfica:

(A) SIC
(B) BIBLIODATA/CALCO
(C) MARC21
(D) COMUT
(E) SCIELO

Análise: Marc 21 não é uma rede e sim um padrão de descrição de registros! Gabarito: C

QUESTÃO 44

Atualmente lidamos com o desafio de gerenciar as informações em ambiente web, porém os meios para tal ainda são escassos e precisam ser revistos e aprimorados. Considera-se, neste contexto, que o maior problema metodológico para a gestão da informação e do conhecimento na contemporaneidade diz respeito a:

(A) altos custos de desenvolvimento dos softwares.
(B) interoperabilidade dos sistemas de informação.
(C) falta de treinamento de profissionais e usuários.
(D) ausência de novidades no campo de normas, padrões e formatos para descrição bibliográfica que otimizem o processo.
(E) escassez de ferramentas tecnológicas que desenvolvam as práticas de gestão da informação.

Análise: Para a gestão da informação e do conhecimento acontecerem tem que ter por trás uma rede de troca, baseada nos mesmos padrões. Se isso não acontece, essa interoperabilidade, impossibilita o compartilhamento. Gabarito: B

QUESTÃO 45

O compartilhamento de informações na atualidade é uma  inegável realidade, mas especificamente na área científica  e de propriedade industrial as barreiras burocráticas e  protecionistas dificultam o processo. Contra o movimento de resistência ao compartilhamento de informações, surge a economia colaborativa que preza pela produção intelectual e seu compartilhamento coletivo sem visar o lucro. A esse  respeito, marque a alternativa que NÃO contém o nome de uma forma de rede colaborativa ou licença que garanta liberdade de uso a determinados conteúdos informacionais,  intelectuais, etc.


(A) Copyleft
(B) Copyright
(C) Creative Commons
(D) COMUT
(E) CALCO

Análise:  Copyleft é uma forma de usar a legislação de proteção dos direitos autorais com o objetivo de retirar barreiras à utilização, difusão e modificação de uma obra criativa devido à aplicação clássica das normas de propriedade intelectual, exigindo que as mesmas liberdades sejam preservadas em versões modificadas. Ele difere assim do domínio público, que não apresenta tais exigências; enquanto o domínio público permite qualquer utilização de uma obra, o copyleft, tem, via de regra, a única exigência de se poder copiar e distribuir uma obra. O copyleft também não proíbe a venda da obra pelo autor, mas implica a liberdade de qualquer pessoa fazer a distribuição não comercial da obra.O copyleft denomina genericamente uma ampla variedade de licenças que permitem, de diferentes modos, liberdades em relação a uma obra intelectual. Seu nome se origina do trocadilho com o termo “copyright”; literalmente, copyleft pode ser traduzido como “esquerdo de cópia” ou “permitida a cópia”.

Copyright é um direito autoral, a propriedade literária, que concede ao autor de trabalhos originais direitos exclusivos de exploração de uma obra artística, literária ou científica, proibindo a reprodução por qualquer meio. É uma forma de direito intelectual.

As licenças Creative Commons foram idealizadas para permitir a padronização de declarações de vontade no tocante ao licenciamento e distribuição de conteúdos culturais em geral (textos, músicas, imagens, filmes e outros), de modo a facilitar seu compartilhamento e recombinação, sob a égide de uma filosofia copyleft. As licenças criadas pela organização permitem que detentores de copyright (isto é, autores de conteúdos ou detentores de direitos sobre estes) possam abdicar em favor do público de alguns dos seus direitos inerentes às suas criações, ainda que retenham outros desses direitos. Isso pode ser operacionalizado por meio de um sortimento de módulos-padrão de licenças, que resultam em licenças prontas para serem agregadas aos conteúdos que se deseje licenciar. Os módulos oferecidos podem resultar em licenças que vão desde uma abdicação quase total, pelo licenciante, dos seus direitos patrimoniais, até opções mais restritivas, que vedam a possibilidade de criação de obras derivadas ou o uso comercial dos materiais licenciados.

Comut e Calco não tem nada relacionado a licenças. Gabarito : A

QUESTÃO 46
O sistema numérico que identifica de forma única e precisa uma informação veiculada na internet é o:


(A) Fiber Distributed Data Interface.
(B) Digital Object Identifier.
(C) International Standard Serial Number.
(D) Virtual Memory Systems.
(E) International Standard Book Number.

Análise: A questão é exatamente a descrição do que é o Digital Object Identifier. Gabarito : B

QUESTÃO 47

Os princípios de catalogação encontrados no Código de Catalogação Anglo-Americano (AACR) foram objeto de atualização, ampliando as diretrizes de compatibilidade da catalogação descritiva em escala mundial. Tal iniciativa resultou no desenvolvimento da (do):

(A) International Organization for Standardization.
(B) AACR2R
(C) International Standard Book Number.
(D) International Standard Bibliographic Description.
(E) International Federation of Library Association.

Análise: ISBD  –  International Standard Bibliographic Description. Tipo de questão pra anotar e lembrar sempre .Gabarito : D

QUESTÃO 48

O sistema de classificação desenvolvido que permitiu tratar  diversos tipos de documentos além dos livros foi o da  classificação:

(A) decimal de Dewey
(B) de Bliss
(C) decimal universal
(D) de Ranganathan
(E) de Paul Otlet

Análise: CDD! Quando fiz a prova para analisar chutei e acertei, mas achei muito subjetiva a questão… enfim. Gabarito: A

QUESTÃO 49

A atividade de descrição bibliográfica tem como produto final:

(A) o índice.
(B) o sumário.
(C) o catálogo. 
(D) a guia.
(E) a edição de fontes.

Análise: Você descreve para conseguir recuperar o registro… no catálogo! Gabarito: C

QUESTÃO 50

Com a aplicação das tecnologias de informação e comunicação no processo de tratamento documental, o ato de busca a  documentos em uma coleção é chamado:

(A) busca documental.
(B) busca informacional.
(C) seleção da informação.
(D) consulta bibliográfica.
(E) recuperação da informação.

Análise: Um slide bacana sobre Recuperação da informação AQUI.  Gabarito: E

O que eu achei da prova?  No geral tranquila, com algumas questões que exigiam um estudo mais “profundo”, mas abordando temas bem batidos, o que facilita ! 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Beijos

Thalita Gama

Anúncios

4 thoughts on “Análise de prova – Cepel 2014 – Banca Bio Rio concursos

  1. Obrigado por comentar a prova, Thalita. Embora eu tenha chegado atrasado no local de prova e não ter conseguido fazê-la, assim que o caderno de questões ficou disponível, fui correndo fazer. Achei a prova chatinha, com alguns enunciados ou alternativas um pouco longas. Ainda não entendi sobre a questão 48, que pra mim seria a classificação decimal universal. Mas também, não entendi o pq eles colocaram como alternativas decimal universal e de Paul Otlet. Outra questão que fiquei na dúvida em relação ao gabarito foi a 45, que pra mim seria copyright, pois pede a alternativa que NÃO contém o nome de uma forma de rede colaborativa ou licença que garanta LIBERDADE DE USO. O copyleft é a favor da liberdade de uso, mas a questão está pedindo uma forma de rede que não garanta a liberdade de uso. Fiquei confuso! Talvez seja problema na interpretação.

    Gostar

  2. Adorei o seu blog! Você leva muito jeito nas explicações!
    Estou começando a estudar agora e fico muito feliz por você estar compartilhando seu conhecimento. Obrigada!!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s