Preparatório Online para Concursos de Biblioteconomia – Começa agora dia 19!

Acesse AQUI e garanta sua vaga na turma que começa agora dia 19/07!
Temos limites de vaga para poder dar atenção a todos os alunos.
A turma dura  3 meses.
Uma parceria Class Cursos e Santa Biblioteconomia.

Coleções Digitais: Criação, Gestão e Compartilhamento

Olá pessoal, a PUC RJ me procurou para divulgar esse novo curso que eles estão oferecendo. É online, 80 horas de curso com certificado e trata de um assunto de muito interesse para os bibliotecários:  bibliotecas digitais! O curso oferece, também, conhecimentos sobre interoperabilidade, criação de redes de bibliotecas digitais, e sobre bibliotecas digitais de ETD – Electronic Theses and Dissertations. Projetos nacionais e internacionais em diferentes áreas são abordados.

Quem tiver interesse em se inscrever me manda um e-mail: santabiblioteconomia@gmail.com  😉

Link do curso para mais informações AQUI

 

 

Edital Aberto: Oficial Temporário da Aeronáutica

Quadro de Oficiais Temporários na Aeronáutica pra Bibliotecário, apenas 03 vagas. 
02 vagas pra SP e 01 pro Distrito Federal.

Vagas temporárias até 9 anos e com processo seletivo por currículo.

Link do edital AQUI

Edital Aberto: DPE- RS

1 vaga para cadastro de reservas no cargo de bibliotecário na Defensoria Pública do estado do Rio Grande do Sul.

Salário inicial: R$ 5.947,15

Abertura inscrições:

17/07/2017

Encerra inscrições:

11/08/2017

Data da prova:

17/09/2017

Veja o edital AQUI

O concurso terá validade de 2 anos, a contar da data da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul.

Lembrete: Dia 19/7 começa a nova turma do curso online para concursos, com vídeos e material em PDF que você pode estudar onde quiser! Conheça e se inscreva AQUI  

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

 

Análise de prova: IBGE temporário Banca FGV

Olá pessoal vou comentar a prova de bibliotecário temporário do IBGE que aconteceu no último dia 2/7. A organizadora foi a FGV – mesma banca do último concurso – o que ajuda bastante a já prever o que pode cair na prova. Baixe a prova AQUI e o gabarito AQUI. Recomendo que você faça a prova e depois confira suas dúvidas através da análise aqui do blog. 

11. Nas propriedades da informação científica, são os conceitos que compõem o significado de palavras e generalizam as características dos objetos e fenômenos. Essa afirmação referente à informação científica diz respeito à sua natureza:
(A) aditiva;
(B) associativa;
(C) semântica;
(D) comutativa;
(E) contínua.

Análise:  A referência dessa questão é um artigo intitulado : “Estrutura e principais propriedades da informação científica” Autor Mikhailov e outros. Nesse link AQUI você pode ler o artigo. 

“A informação científica é semântica. Isto significa que é conceitual, pois são os conceitos que compõem o significado de palavras e generalizam as características dos objetos e fenômenos A palavra “semântica” caracteriza a informação científica do ponto de vista de seu conteúdo, mas não da forma ou do . revestimento material (plano da expressão).” 

Nível médio de dificuldade.

Gabarito: C

12. O código representativo do nome ou palavra, utilizado como cabeçalho do ponto de acesso principal, que compõe os dados de localização de um item específico em determinado acervo é designado como:
(A) notação de autor;
(B) número de chamada;
(C) código da biblioteca;
(D) número de classificação;
(E) notação de assunto.

Análise:  Só a primeira frase da questão já dá pra pensar no Cutter/PHA – Tabela de notação de autor. Na opção B – Número de chamada – Seria todo o conjunto de Número de classificação do livro + notação de autor Cutter ou PHA. 

Nível Fácil a questão.

Gabarito: A

13.De acordo com a NBR 10520 da ABNT, uma citação que ocorre no interior de uma citação direta, no texto, de até três linhas, deve ser indicada:
(A) entre aspas simples;
(B) entre colchetes;
(C) em itálico ou negrito;
(D) entre aspas duplas;
(E) sem qualquer destaque.

Análise: Quem estudou pela apostila Santa Biblioteconomia com foco nessa prova, sabia que a FGV AMA pedir regras da ABNT, então espero que tenham ido bem nessa parte.  

ABNT se estuda lendo de cabo a rabo e fazendo questões.

Nível fácil.

Gabarito: A

14.O ISSN, em consonância com a NBR 10525 da ABNT, deve ser impresso em cada fascículo de uma publicação seriada, em posição destacada, no canto superior direito da capa, na área do número normalizado e das modalidades de aquisição da ficha catalográfica e logo acima da legenda bibliográfica da folha de rosto, quando se tratar da impressão do código ISSN em publicação seriada:
(A) em CD-ROM;
(B) em disquete;
(C) na Internet;
(D) impressa;
(E) em DVD.

Análise:   Nível Fácil.

Gabarito: D

15. As regras gerais para apresentação de trabalhos acadêmicos, da NBR 14724 da ABNT, estabelecem como elementos sem título e, ao mesmo tempo, sem indicativo numérico de seção:
(A) o sumário, o(s) apêndice(s) e o(s) anexo(s);
(B) os agradecimentos e a lista de abreviaturas e siglas;
(C) a folha de aprovação, a dedicatória e a(s) epígrafe(s);
(D) a lista de símbolos, os resumos e o(s) índice(s);
(E) a lista de ilustrações, o glossário e as referências.

Análise:  

Considero essa uma questão de nível médio pois não é tão comum de ser cobrada.

Gabarito: C

16. Segundo a NBR 6021 da ABNT, no que concerne à publicação periódica científica impressa, constitui uma característica do volume da publicação:
(A) a indicação dos números dos volumes em algarismos romanos, de modo contínuo, correspondendo a cada ano civil;
(B) a numeração sequencial das páginas em algarismos arábicos, do primeiro ao último fascículo de cada volume;
(C) a ocorrência da legenda bibliográfica, com as indicações das páginas iniciais e finais do fascículo, no alto de todas as páginas;
(D) a abreviação do título na legenda bibliográfica, que deve ser padronizado, conforme norma específica da ABNT;
(E) a periodicidade dos fascículos, determinada por sua regularidade e pelo intervalo de tempo de sua publicação
sucessiva.

Análise:  

Questão fácil. 

Gabarito: B

17. Segundo o sistema para a apresentação dos elementos que constituem o artigo em publicação periódica científica impressa, estabelecido pela NBR 6022 da ABNT:
(A) a numeração das notas explicativas é consecutiva e em algarismos arábicos, devendo ser reiniciada a cada página;
(B) o apêndice é um elemento opcional que se torna obrigatório quando é citado no corpo do texto do artigo;
(C) o glossário, no artigo científico, pode constituir-se como elemento obrigatório, se ocorrerem termos técnicos de difícil entendimento;
(D) o resumo em língua estrangeira é precedido pelo título e subtítulo (se houver) do artigo, indicado na mesma língua
desse resumo;
(E) o resumo na língua do texto é obrigatório e, em publicações periódicas científicas, deve ter entre 250 e 500 palavras.

Análise:  

Questão fácil.

Gabarito: D

18. Segundo a NBR 6023 da ABNT, quando aparecerem no rodapé da página, as referências devem ser:
(A) justificadas à esquerda, de modo que, a partir da segunda linha, fiquem alinhadas abaixo do expoente;
(B) identificadas por um expoente, alinhadas imediatamente abaixo dele e separadas entre si por espaço duplo;
(C) justificadas à esquerda e à direita do texto, incluindo o respectivo expoente no verbete e sem destacá-lo;
(D) apresentadas conforme a ordem cronológica dos expoentes, em fonte e margens menores que a do texto;
(E) alinhadas, a partir da segunda linha, abaixo da primeira letra da mesma referência, destacando o expoente.

Análise:  Questão média pois não é super cobrado essa parte e essa norma é enorme de estudar , porém a mais importante, fica a dica! 

Gabarito: E

19. A NBR 6027 da ABNT especifica que o sumário, em publicações periódicas:
(A) é o último elemento pré-textual, no primeiro e no último fascículo;
(B) pode estar localizado no anverso e no verso da folha de rosto;
(C) enumera palavras do texto, indicando as páginas em que ocorrem;
(D) deve apresentar os indicativos das seções alinhados à direita;
(E) inclui os elementos pré-textuais, se estiver localizado na capa.

Análise:  

Nível fácil porém tinha uma pegadinha aí na resposta por não usar o “se necessário” pode confundir.

Gabarito: B

20. A NBR 6028 da ABNT estabelece que o resumo indicativo, por suas características, deve:
(A) apresentar, de modo conciso e afirmativo, dados qualitativos e quantitativos do texto;
(B) ser precedido da referência, mesmo quando inserido no próprio documento;
(C) enumerar, em tópicos sequenciais, o objetivo, o método e as conclusões do documento;
(D) resenhar o texto, mediante análise crítica que discuta as partes mais relevantes;
(E) ressaltar apenas os pontos principais do documento, sem detalhar o conteúdo.

Análise: 


Nível fácil e bem batido nas provas.

Gabarito: E

21. Na estrutura de um livro ou folheto, de acordo com a NBR 6029 da ABNT, o elemento pós-textual obrigatório, que indica as especificações gráficas da publicação e é localizado, preferencialmente, na última folha do miolo, é:
(A) o colofão;
(B) o encarte;
(C) o posfácio;
(D) a separata;
(E) a errata.

Análise:  

 

Nível fácil. 

Gabarito: A

22.O elemento, de um ISBN de 13 dígitos, que apresenta 3 dígitos e é especificado pela Agência Internacional do ISBN, em conformidade com o sistema global de numeração de produtos EAN.UCC. é o:
(A) dígito de verificação;
(B) grupo de registro;
(C) prefixo;
(D) elemento de publicação;
(E) registrante.

Análise:

 

Mais um exemplo da importância de olhar todos os pontos da norma.

Gabarito: C

23
Dentre os fatores que influem na qualidade da indexação, o tipo de indexação; as regras e instruções; a produtividade exigida e a exaustividade da indexação são fatores ligados ao:
(A) ambiente;
(B) documento;
(C) indexador;
(D) processo;
(E) vocabulário.

Análise:  

Conhecimento básico sobre indexação que está no livro do Lancaster, leitura obrigatória para qualquer concurso. Questão fácil. 

Gabarito: D

24
Os termos num resumo telegráfico são relacionados sintaticamente por meio de:
(A) controle de sinônimos;
(B) elos;
(C) indicadores de função;
(D) ponderação;
(E) subcabeçalhos.

Análise:  Essa questão é difícil, primeiro por que você precisava saber o que é um resumo teleférico – que é resumidamente uma cadeia de termos desprovida de sintaxe –  e também saber o que são os indicadores de função : São códigos que tornam
explícitas as relações entre os termos, eliminando a ambiguidade e a relação incorreta entre termos. Ambos os conceitos também estão no livro do Lancaster.

Gabarito: C

25
De acordo com a 2ª edição padrão internacional em língua portuguesa da CDU, para a representação de “Domicílios formados por unidades familiares no Brasil”, considerando 314.117.31 para tipos de domicílios; 316.812 para unidades familiares e (81) para Brasil, a notação adequada é:
(A) 314.117.31[316.812](81);
(B) 314.117.31:316.812(81);
(C) 314.117.31’316.812’(81);
(D) 314.117.31+316.812+(81);
(E) 314.117.31-316.812(81).

Análise:  Primeiro passo para acertar esse tipo de questão é saber quando se usa cada sinal da CDU. Por exemplo na letra C esse sinal “” representa tempo, já sabemos que está errado pois não tem relação com o pedido no enunciado. A letra E também pode ser cortada de cara por estar esse traço que é usado em casos muito específicos. A Letra B é o gabarito pois mostra o sinal de relação simples entre os termos. Questão difícil. 

Gabarito: B

26. Na organização de conceitos, quando um mesmo símbolo é identificado com dois ou mais conjuntos de características distintas se configura polissemia. Para resolver esse problema, o bibliotecário deve distinguir os símbolos por meio de:
(A) qualificadores;
(B) identificadores;
(C) notas explicativas;
(D) facetas;
(E) notações.

Análise:  Essa questão é difícil, mas para quem já estudou um pouco sobre tesauros sabe que o único termo das opções que faz parte do vocabulário de tesauros é o gabarito letra A. Todas as outras opções são de outras matérias da biblioteconomia. Os qualificadores especificam a utilização em um determinado contexto.  Dica para estudar Tesauros online AQUI.

Gabarito: A

27. De acordo com o Código de Catalogação Anglo-americano em vigor, faz-se o ponto de acesso principal pelo título com ponto de acesso secundário para o primeiro autor citado, quando:
(A) o primeiro autor é destacado, não importando o número de autores arrolados;
(B) os dados da fonte principal de informação são insuficientes para destacar um autor;
(C) a obra é conhecida pelo título e não há nome de autor destacado na fonte de informação;
(D) o título está mais destacado que os nomes das pessoas arroladas como autores;
(E) a responsabilidade de uma obra é compartilhada por mais de três pessoas.

Análise: É a famosa regra de 3. Questão fácil. 

Gabarito: E

28. Os resumos de vídeo podem ter o formato de imagens estáticas ou em movimento. Um exemplo de resumo de imagem em movimento é:
(A) slide shows;
(B) trailers;
(C) filmstrips;
(D) keyframes;
(E) storyboards.

Análise:  Nível médio pois por ter palavras tão “diferentes” nas opções acredito que muita gente se enrolou em pensar no básico. A maior dica pra concursos é que normalmente o simples é o correto. 

Gabarito: B

29. Numa biblioteca, o catálogo interno ou auxiliar que tem como função precípua arrolar os cabeçalhos autorizados para nomes de pessoas e de entidades coletivas, que ocorrem nas catalogações, é denominado:
(A) catálogo decisório;
(B) catálogo oficial;
(C) catálogo de identidade;
(D) catálogo de registro;
(E) catálogo dicionário.

Análise:  Questão fácil para quem sabia que catálogo de identidade também é conhecido como catálogo de autoridade.

Gabarito: C

30. Dentre as funções administrativas clássicas, afetas ao bibliotecário, aquela que envolve a verificação do alcance das metas e objetivos planejados e a adoção de ações corretivas para eventuais desvios é:
(A) o planejamento;
(B) a organização;
(C) a direção;
(D) a decisão;
(E) o controle.

Análise: Questão média, o que matou a charada foi a última frase “ações corretivas para eventuais desvios” todas as outras opções são para o antes apenas o controle se preocupa com o durante.

Gabarito: E

31. Quando o serviço de disseminação seletiva da informação for desenvolvido no contexto organizacional, é importante que as
restrições de acesso e divulgação das informações estejam representadas na política do serviço e em conformidade com os
padrões adotados de:
(A) tecnologia da informação;
(B) estratégia de busca;
(C) mediação da informação;
(D) perfil do usuário;
(E) segurança da informação.

Análise: Questão média. Observe o uso da expressão “restrições de acesso” que se liga facilmente ao gabarito segurança da informação.

Gabarito: E

32. Para a elaboração de uma política de desenvolvimento de coleções, os níveis de coleções propostos pela American Library Association constituem recursos estratégicos de estrutura, como o que se refere aos materiais relacionados com descobertas recentes, experimentos, relatos e comunicações, definido como nível:
(A) de pesquisa;
(B) de completeza;
(C) de estudo;
(D) básico;
(E) mínimo.

Análise:  Questão difícil mas que pode ser acertada com bom senso. Foi citado pela Weitzel no artigo “Desenvolvimento de coleções: Origens dos fundamentos contemporâneos”.

Gabarito: A

 

33. A característica de um serviço de disseminação seletiva de informações na qual os recursos humanos disponíveis e a quantidade de usuários do serviço são determinantes para definir se a informação disseminada será comentada refere-se à:
(A) seleção da informação;
(B) natureza do conteúdo;
(C) análise da informação;
(D) operacionalização do serviço;
(E) coleta de informações.

Análise: Questão mediana, você precisa saber que DSI – é a disseminação específica de um conteúdo específico a uma pessoa específica. O usuário só recebe notificações sobre assuntos de seu interesse, tudo isso através da análise da informação. 

Gabarito: C

34. Facilitar a captura e a integração de registros MARC nos processos de coleta de metadados (Metadata Harvesting), característicos dos projetos Open Archives Initiative (OAI) e similares, é um dos objetivos do:
(A) MARCXML;
(B) TEI P5;
(C) MODS;
(D) MADS;
(E) RDA.

Análise:  Fácil simplesmente pq quem estuda MARC já deve ter passado no mínimo o olho nessa sigla e as outras são bem mais desconhecidas. RDA é catalogação 😉

Gabarito: A

35. O campo 300 do MARC 21 trata da descrição física do item, consistindo de seus dados sobre:
(A) publicação, impressão, distribuição, tiragem ou produção de uma obra;
(B) formas variantes do título, associadas ao item, constando ou não do mesmo;
(C) título completo e indicação de responsabilidade do registro bibliográfico;
(D) extensão, dimensões, outros detalhes físicos e informações sobre material complementar;
(E) conteúdo básico e expandido sobre a obra e partes dela, considerados relevantes.

Análise: Dica para estudar MARC online é nesse site AQUI que tem as descrições de todas as numerações. 

Gabarito: D

36. Para a construção de bibliotecas digitais, o bibliotecário pode escolher entre os softwares:
(A) MultiTes, TCS ou TheXML;
(B) End Note, MORE ou Zotero;
(C) Dokmee, Powerdoc ou Verbis;
(D) Aleph, OrtoDocs ou Pergamum;
(E) Dspace, Emilda ou Greenstone.

Análise:  Nível médio de dificuldade, é necessário que você tenha uma listinha sobre os softwares e toda essa parte cheia de nomes que se parecem. 

Gabarito: E

37. O sistema de catalogação cooperativa em atividade em diversos países que se constituiu num esforço de cooperação internacional com o objetivo de ampliar o acesso a coleções de bibliotecas, fornecendo uma catalogação útil, oportuna e com custo-benefício que atendesse aos padrões mutuamente aceitos de bibliotecas de todo o mundo é:
(A) BIBCO;
(B) PCC;
(C) NACO;
(D) SACO;
(E) CONSER

Análise: Nesse artigo AQUI, você pode conhecer mais sobre os sistemas de catalogação.  Nível médio pois é pouco falado. 

Gabarito: B

38. Uma bibliografia compilada para subsidiar um trabalho de estatística, arrolando exclusivamente artigos recém-publicados
em periódicos brasileiros, de autores brasileiros indicados pelos pesquisadores que solicitaram essa tarefa ao bibliotecário, é classificada, a partir da consolidação desses critérios, como:
(A) oficial, autorizada, analítica e brasileira;
(B) sinalética, primária, anotada e selecionada;
(C) erudita, retrospectiva, sistemática e crítica;
(D) especializada, corrente, seletiva e nacional;
(E) especial, exaustiva, descritiva e regional.

Análise:  Tipos de bibliografia:

• Corrente: contêm referências bibliográficas com data de publicação dos últimos dois anos e/ou do ano corrente.
• Retrospectiva: contêm referências bibliográficas anteriores aos últimos dois anos.
• Seletiva: seleciona as obras incluídas por algum critério, geralmente o de qualidade.
• Exaustiva: procura incluir todas as obras pertinentes ao alcance pretendido.
• Sinalética: lista simplesmente as referências bibliográficas, sem nenhum comentário.
• Anotada: apresenta algum comentário a respeito das obras referenciadas, para alguns ou para todos os verbetes.
• Analítica: apresenta um resumo que relaciona o conteúdo da obra referenciada sem comentar a respeito da qualidade da mesma
• Crítica: apresenta um comentário que critica e julga o valor de cada obra referenciada
• Descritiva: apresenta um descrição, da edição do livro quanto à encadernação, composição tipográfica, tipo de papel usado, ilustração, etc.
• Especializada: dedica-se cobrir uma área de conhecimento, uma assunto, um autor, etc. Geralmente são mais profundas do que as bibliografia gerais.
• Nacional: pretende listar a produção intelectual nacional. O grau de alcance varia de país para país.

SILBERGE, Kathryn Kemp. Obras de referência: subsídios para uma a valiação criteriosa. Florianópolis: UFSC, 1990.

Gabarito: D

39. No planejamento de espaço físico em bibliotecas, os princípios e indicadores que relevam que o espaço deve respeitar as diversas necessidades decorrentes de seus usos e funções, oferecendo diferentes soluções de acomodação para consulta ao acervo, de acordo com as necessidades e preferências dos usuários, definem o espaço:
(A) econômico;
(B) diversificado;
(C) confortável;
(D) flexível;
(E) acessível.

Análise: Questão retirada do livro de Planejamento da Almeida, média/difícil pq cada uma das opções é realmente falada no livro, porém cada uma tem um significado diferente. O enunciado foi copiado e colado do livro mesmo.

Gabarito: B

40. A partir das respostas às questões para a elaboração de um diagnóstico sobre as necessidades de informação, inicia-se o planejamento do sistema de informação de marketing. Dentre seus componentes, o sistema de inteligência de marketing é o conjunto de:
(A) relatórios sobre pedidos, atendimentos, produtos/serviços, preços e controles internos;
(B) dados, sistemas, ferramentas e técnicas de apoio pelos quais uma organização reúne e interpreta informações relevantes
da empresa e do ambiente, transformando-as em base para a ação de marketing;
(C) procedimentos e fontes usados por gestores para obter informações atualizadas sobre os desenvolvimentos ocorridos no ambiente de marketing;
(D) informações resultantes da pesquisa de mercado (planejamento, coleta, análise e apresentação sistemática de dados e descobertas relevantes sobre uma situação específica de marketing);
(E) métodos, atividades, tarefas, ações e medidas por meio dos quais as metas e os objetivos podem ser alcançados.

Análise:   Questão mediana pois as opções eram bem parecidas. 

Sistema de Apoio à Decisão de Marketing: Sistema de apoio à decisão de marketing é um conjunto coordenado de dados, sistemas, ferramentas e técnicas com software e hardware de apoio pelos quais uma organização reúne e interpreta informações relevantes da empresa e do ambiente, transformando-as em base para a ação de marketing.

Fonte do conceito AQUI.

Gabarito: C

O que eu achei da prova? 

Analisando a quantidade de questões pela classificação que fiz ficou: 

  • Fácil – 14 questões/ 48,2% da prova

  • Médio – 11 questões / 37,9% da prova.

  • Difícil- 4 questões/ 13,7% da prova. 

Ou seja, a maioria das questões era fácil ou média. Isso é ÓBVIO, para quem estava estudando e dentro do critério que eu mesma defini, estudando pelos livros clássicos, fazendo questões etc. Gosto de provas que pedem conhecimentos mesclados e não tão decorados. O que você achou da prova? Me conta!

Ah só tem 1 vaga no edital…

Você já teve esse pensamento ao se deparar com um edital? Poxa só tem uma vaga….

Experimente pensar diferente: – Que bom, tem 1 vaga, ela é minha. 

Percebeu a diferença?

Não importa se o edital tem 80, 10, 1 vaga… você só precisa de 1 vaga, alguém vai passar e conquistar essa 1 vaga, qual o motivo de você achar que não pode ser você essa pessoa?

Percebo nos meus alunos e amigos que o grande inimigo é a própria pessoa e seus pensamentos limitantes. Precisamos acreditar, estudar, lutar e tentar! Se for pra entrar desanimado para fazer q prova por que é apenas 1 vaga é melhor nem ir. Pode ter certeza que o cara que vai passar em primeiro, estava animado, confiante!

O recado rápido e reto é esse, para de chorar que é só 1 vaga e vai estudar para essa vaga ser sua um dia!

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

 

Edital Aberto: Exército Brasileiro

1 vaga de bibliotecário com salário inicial de R$9.500

Taxa de inscrição: R$ 120,00

O CA para matrícula no CFO/QC compõe-se das seguintes etapas:
I – exame intelectual (EI): de caráter eliminatório e classificatório, para todos os candidatos inscritos;
II – inspeção de saúde (IS): de caráter eliminatório, para os candidatos aprovados (classificados/majorados);
III – exame de aptidão física (EAF): de caráter eliminatório, para os candidatos aprovados (classificados/majorados);
IV – verificação documental preliminar: de caráter não eliminatório e não classificatório, para os candidatos aprovados (classificados/majorados); e
V – revisão médica e comprovação dos requisitos para a matrícula: de caráter eliminatório, para os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas.

Prova 17/09

1ª parte prova de Conhecimentos Gerais – 
Língua Portuguesa, 8 (oito) itens de História do Brasil, 8 (oito) itens de Geografia do Brasil e 7 (sete) itens de idioma estrangeiro, Língua Inglesa ou espanhola, de acordo com a opção informada pelo candidato. 

II – 2ª parte – prova de Conhecimentos Específicos – 40 questões de biblioteconomia.

Edital completo AQUI 

Segundo meus contatos essa vaga é para a URCA/RJ.

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama