Resumo sobre: Arquitetura da Informação

O9IY190Os sistemas de organização, rotulagem, navegação e busca são elementos da arquitetura da informação, utilizados no desenvolvimento de websites e que podem ser aplicados em bibliotecas digitais descritos por Rosenfeld e Morville (1998)

Sistema de busca: sistema que possibilita ao usuário a formulação das expressões de busca para a recuperação dos documentos que correspondem à informação desejada;

Sistemas de organização: formas de agrupamento dos conteúdos informacionais – sistema responsável pela estruturação dos conteúdos no qual são definidos os critérios de disposição dos itens informacionais, observando os equemas e/ou estruturas que melhor satisfaçam a necessidade do usuário, sem comprometer a navegabilidade do website.

Sistema de rotulagem: denominação do conteúdo do grupo informacional – forma de representar um conjunto de informações, utilizando uma palavra ou um ícone, de modo a facilitar a recuperação da informação e a navegabilidade do website.

Sistema de navegação: Forma de interação do usuário com o ambiente e com o conteúdo informacional disponível, permitindo ao usuário ir de um ponto ao outro pelo caminho desejado, possibilitando melhor aproveitamento do tempo de uso ou de acesso.

 

Fonte: ROSENFELD, Luis. MORVILLE, Peter. Information Architecture for the Word Wide Web. Beijing, O’Reilly, 1998.

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Objetivos e funções do catálogo

livro 1Tema importante!

O catálogo deve ser um instrumento efetivo e eficiente que permita ao utilizador (usuário):

  •  Encontrar recursos bibliográficos numa coleção como resultado de uma pesquisa, utilizando atributos e relações entre recursos:

  •  Para encontrar [localizar] um determinado recurso.

Para encontrar [localizar] conjuntos de recursos representando: todos os recursos que pertencem à mesma obra

  • todos os recursos que representam a mesma expressão;

  • todos os recursos que exemplificam a mesma manifestação;

  • todos os recursos associados a determinada pessoa, família ou colectividade (entidade);

  • todos os recursos sobre um determinado assunto;

  • todos os recursos definidos por outros critérios ( língua, lugar de publicação, data de publicação, tipo de conteúdo, tipo de suporte, etc.), normalmente como uma delimitação secundária de um resultado de pesquisa.

 

 Identificar um recurso bibliográfico ou agente (ou seja, confirmar que a entidade descrita corresponde à entidade procurada ou distinguir entre duas ou mais entidades com características similares);

Selecionar um recurso bibliográfico que seja apropriado às necessidades do utilizador (usuário), (ou seja, escolher um recurso que esteja de acordo com as necessidades do utilizador (usuário), no que diz respeito ao conteúdo, suporte, etc. ou rejeitar um recurso que seja inadequado às necessidades do utilizador (usuário);

Adquirir ou obter acesso a um item descrito (ou seja, fornecer informação que permitirá ao utilizador (usuário) adquirir um item por meio de compra, empréstimo, etc. ou aceder (acessar) eletronicamente a um item por meio de uma ligação em linha a uma fonte remota); ou acessar (aceder), adquirir ou obter dados bibliográficos ou de autoridade;

Navegar num catálogo ou para além dele (quer dizer, através da organização lógica dos dados bibliográficos e de autoridade e da apresentação de formas claras de se navegar, incluindo a apresentação de relações entre obras, expressões, manifestações, itens, pessoas, famílias, entidades (colectividades), conceitos, objetos, eventos e lugares).

Fonte: Declaração de Princípios Internacionais de Catalogação – 2009 –http://www.ifla.org/files/assets/cataloguing/icp/icp_2009-pt.pdf

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Edital Aberto: Governo do Estado do Paraná

livro 21 vaga de bibliotecário para Curitiba.

Remuneração: R$ 3.892,60 e Gratificação de Atividade de Saúde no valor de R$ 874,05

Inscrição: R$ 120,00

As inscrições para o Concurso Público serão realizadas pela Internet, no endereço eletrônico do IBFC http://www.ibfc.org.bre encontrar-se-ão abertas a partir da 00:00h do dia 04/08/2016 até às 23h59min do dia 01/09/2016, sendo o dia 02/09/2016o último dia para o pagamento do boleto bancário, observado o horário de Brasília-DF

A prova será composta por:

prova curi

Reparem em biblioteconomia valendo 3 pontos por questão!! Mais um edital que reforça a importância do estudo da matéria específica!

Data da prova: 25/09/2016

Veja todas as informações sobre esse edital AQUI

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Indicação de leitura

no metrô3Nem só de concursos vive o homem!

Eu adoro e preciso ler coisas fora da biblioteconomia para dar uma arejada na mente, isso inclusive vai render uma postagem em breve!

Recentemente li livros que acredito que possam interessar os amantes de livros em geral. Então, decidir dar essa dica pra vocês (: 

1 – O retrato – Autor: Charlie Lovett

O_RETRATO_1391116273B

Sinopse:  1995. A morte precoce de Amanda Byerly foi um golpe duro, que encheu de tristeza o coração de seu marido, Peter. Mais introspectivo do que nunca, ele decide deixar os Estados Unidos e se instalar na Inglaterra, onde passa a se dedicar à recuperação e à negociação de livros raros.
Em um de seus dias de pesquisa solitária, Peter se depara com o retrato de uma jovem muito parecida com sua amada esposa, guardado dentro de um livro. A semelhança impressiona, mas a aquarela foi pintada há muito, muito tempo. Trilhando um sinuoso caminho entre a era vitoriana e o final do século XX, Peter passa a investigar a origem do misterioso retrato. As pistas acabam por levá-lo a se envolver em um mistério histórico: uma obra perdida do dramaturgo William Shakespeare. O livro é uma fascinante mistura de suspense e paixão que nos convida a viajar no tempo, no rastro de histórias sobre livros.

Eu amei esse livro, ele te prende! Os capítulos são alternando passado, passado muito distante e o presente o que dá um toque especial a narrativa. Recomendo muito pra quem curte suspense e se interessa por livros antigos:)

Você pode comprar AQUI

2 – Projeto Reset: O livro Fachada. Autor: Aman N. Muscaria

PROJETO_RESET_1424415150437107SK1424415150B

Sinopse: Lúcio é um bibliotecário neoateu que é recrutado por uma poderosa elite intelectual para uma missão de exterminar mais de noventa e oito por cento da humanidade, inclusive todos os livros e materiais que pudessem contar a História atual da humanidade. Num mundo onde a palavra Deus é demasiadamente proibida, e só existem adultos e crianças ateias, Lúcio se sente impelido a registrar o que aconteceu, e por meio de seus registros que podemos ficar sabendo como uma sociedade humanista secular teve êxito em seu plano de eliminar qualquer vestígio religioso do planeta.
Um triller emocionante e impactante que com certeza vai mudar sua percepção sobre a humanidade e inclusive sobre a vida. O Livro Fachada é o primeiro volume da trilogia Projeto Reset e é só o início de uma misteriosa e instigante aventura.

Como não ter vontade de ler um livro que o personagem principal é um bibliotecário? Favoritismos a parte o livro realmente tem uma história boa! Li em 3 dias, e fui correndo ler o segundo volume! Para quem gosta da temática fim do mundo e ficção científica, vale a pena!

Você pode adquirir o livro nesse link AQUI

E ver as avaliações no skoob sobre o livro AQUI

Inclusive o  pessoal da Biblioo já fez uma entrevista com o autor! Vale a pena conferir AQUI

3- Projeto Reset: O Livro Masturbatório – Autor: Aman N. Muscaria

PROJETO_RESET_O_LIVRO_MASTURB_1452302328546717SK1452302328B

Sinopse: Neste segundo volume de Projeto Reset, Muscaria traz mais mistérios, com toques vibrantes de hedonismo e luxúria.

O segundo volume já aprofunda a história e os paradigmas que envolvem esse novo mundo. Não vou dar spoiler, mas recomendo mesmo a leitura.

Para adquirir entre no site da Amazon, AQUI.

Se esse post te inspirar a ler um desses livros, me conta depois o que achou!

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Aprovada lei sobre a obrigatoriedade da instalação de bibliotecas escolares no RJ.

58634-O99QIE-363

Boa notícia para o Rio de Janeiro! Concuseiros  fiquem semprede olho nas legislações e suas atualizações!

O Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em conformidade com o que dispõe o §5º combinado com o § 7º do artigo 115 da Constituição Estadual, promulga a Lei nº 7.383, de 14 de julho de 2016, oriunda do Projeto de Lei nº 903-A, de 2015.

LEI Nº 7383 DE 14 DE JULHO 2016.

DISPÕE SOBRE A OBRIGATORIEDADE DA INSTALAÇÃO DE BIBLIOTECAS ESCOLARES EM TODAS AS UNIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS DE EDUCAÇÃO BÁSICA, NO ÂMBITO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, COM BASE NA LEI FEDERAL Nº 12.244/2010.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

D E C R E T A:

Art. 1º – Ficam todas as unidades públicas e privadas de educação básica, no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, obrigadas a instalar bibliotecas escolares, com base na Lei Nacional nº 12.244, de 24 de maio de 2010.

§1º – A biblioteca instalada na unidade escolar deverá contar com acervo mínimo de um título para cada aluno matriculado.

§2º – Caberá ao respectivo sistema de ensino ou às direções das unidades escolares, no caso das unidades particulares, determinar a ampliação deste acervo conforme sua realidade, bem como divulgar orientações sobre guarda, preservação, organização e aquisição do acervo, bem como sobre o funcionamento da biblioteca escolar.

§3º – Na biblioteca instalada deverá conter um terminal de computador a cada 100 (cem) alunos, com acesso à internet, para a realização de pesquisas complementares, obtenção de atualização dos exemplares disponibilizados fisicamente ou ainda qualquer outra informação essencial à conclusão do estudo realizado.

Art. 2° – Para os efeitos desta Lei, considera-se biblioteca escolar a coleção de livros, periódicos, materiais videográficos e demais documentos registrados em diferentes suportes, destinados à consulta, pesquisa, estudo ou leitura, reunidos em ambiente físico situado nas dependências da unidade escolar.

Parágrafo único – As bibliotecas escolares de que trata esta Lei funcionarão sob a supervisão de um Bibliotecário, devidamente formado em curso superior de graduação.

Art. 3° – As unidades escolares deverão se adequar ao disposto nesta Lei até o dia 24 de maio de 2020, respeitado o exercício da profissão de Bibliotecário, disciplinado pelas Leis nº 4.084, de 30 de junho de 1962, e 9.674, de 25 de junho de 1998.

Art. 4º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em 14 de julho de 2016.

Link para o texto AQUI.

 

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

Características da catalogação

livro re6A dica de estudo hoje é sobre catalogação, várias questões cobram esses conceitos:

Clareza: significa que a mensagem deve ser compreensível aos usuários. Por exemplo, se estivermos em uma biblioteca infanto-juvenil, os termos representativos dos assuntos deverão adequar-se a seu público: PÁSSAROS (e não ORNITOLOGIA).

Precisão: Significa que, no código utilizado, cada informação só pode representar um único dado ou conceito, sem dar margem a confusão entre as informações. Por exemplo, 1984 como data de publicação só pode identificar a data de publicação: Rio de Janeiro, Editora x, 1984.

Integridade: significa fidelidade, honestidade na representação, transmitindo informações passíveis de verificação. Por exemplo, se não há certeza da data de publicação, o catalogador acrescenta um ponto de interrogação [?], indicando sua dúvida: Ex.: Rio de Janeiro: Editora X, [1975?].

Lógica: significa que as informações devem ser organizadas de modo lógico. Por exemplo, na descrição do item, vai-se do mais importante (título e autor) para o mais detalhado (dados de publicação e paginação, entre outros).

Consistência: a mesma solução deve ser sempre usada para informações semelhantes.

 

MEY, E.S.A. Introdução à catalogação. Brasília, DF: Briquet de Lemos/ Livros, 1995.

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama

FIEB – Conheça e colabore

0YXOd5gO Fórum de Inovação e Empreendedorismo na Biblioteconomia (FIEB) é um evento idealizado por e para bibliotecários empreendedores de diferentes regiões do país e que busca identificar experiências e práticas de profissionais possam ser compartilhadas.

Queremos discutir temas relevantes relacionados à Inovação e Empreendedorismo na Biblioteconomia, assim como as condições e práticas de alguns ambientes diferenciados das bibliotecas, permitindo o encontro de diversos profissionais de diferentes estados brasileiros.

Para isso buscamos apoio solidário para ajudar a custear algumas despesas do evento, já que somos um grupo de profissionais idealizando o evento de forma independente.

COMO FUNCIONA A CAPTAÇÃO COLETIVA? 

A plataforma colaborativa de captação da Benfeitoria será um veículo para atingirmos em um prazo definido, metas que nos ajudarão a custear algumas dessas despesas. Preparamos algumas faixas de recompensas simbólicas ou não para aqueles que contribuírem conosco! 

Para alcançarmos nossas metas dependemos da solidariedade de todos os profissionais que acreditam que por meio da captação colaborativa, podemos ir além do que esperamos. Esse será o primeiro de muitos eventos realizados com o apoio de uma rede de colaboradores envolvidos em uma causa!

Cada meta atingida permitirá custear despesas determinadas e  com isso ganha nossa área, ganham os idealizadores desse projeto e ganham todos os participantes que poderão presenciair um evento ainda melhor! 

E se não atingirmos a meta no prazo previsto?  PERDEREMOS TUDO e todos os valores serão devolvidos para os respectivos apoiadores de forma automática pela gestão de recurso adotada em parceria com a Benfeitoria!  Então convoque amigos, divulgue em sua redes sociais! Colabore! Compartilhe! Não basta apenas contribuir! Compartilhando e divulgando você também estará fazendo parte de nossa campanha!

Queremos mostrar que é possível custear por meio da “wikinomia”, um dos primeiros eventos da Biblioteconomia em que seus organizadores acreditam na contribuição solidária e coletiva de nossos profissionais!

Precisamos do apoio de vocês: empreendedores, inovadores, intraempreendedores, parceiros que tanto sabem da importância da realização de um evento  desse porte e sobre essa temática na Biblioteconomia. 

Então se você entendeu a importância de realizarmos o evento, faça já sua contribuição! Se muitos contribuírem, certamente teremos êxito nessa jornada rumo ao FIEB em São Paulo! Acompanhe o cumprimento de nossas metas, divulgue, compartilhe e conheça cada uma de nossas recompensas! 

É tudo ou nada! Acreditamos que nenhum de nós é tão inovador e empreendedor quanto todos nós juntos!

 

AJUDE, CONHEÇA E COMPARTILHE! AQUI ;)

 

Eu já apoiei e irei participar do FIEB e acredito que será um evento que vale a pena acompanhar e apoiar!

Ranganathan não faz milagre, estudar sim!

Thalita Gama